segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Peito, bunda, fama...

Martha Rocha, nossa primeira miss Brasil, e duas polegadas a mais nos quadris que deram a ela o segundo lugar no concurso de miss Universo em 1954.


Tá certo que as mulheres têm muito mais liberdade hoje em dia do que no século passado.
Estão se igualando ao homem, o que eu acho uma besteira, e estão se sentindo e achando que estão podendo tudo.
Como tudo começou não me lembro e nem vou pesquisar. O tema hoje é a apelação de algumas mulheres em querer ser famosas a qualquer custo, pelo corpo.
Antes, o glamour era em ser miss, mas a mulher precisava ter um certo carisma, uma certa cultura para poder representar muito bem o país. Depois, modelos, que agora estão todas esqueléticas e anoréxica. Não entendo como alguém começou com essa moda de mulher esqueleto linda, com cara de morta, mulher cabide. Bem, até aí tudo bem, cada um faz o que quer do corpo.
Mas vamos à mídia agora. Mulher fruta, mulher tora, mulher perigueti, mulher ex-BBB, mulher objeto.
É tanta bunda, tanto silicone, tanto botox que eu tenho a impressão que sou de outro mundo quando fico olhando essas "beldades" desfilarem por aí, se achando o máximo. Mas não sou eu que tenho que achar o máximo, né? São os homens, a mídia, elas mesmas e não tenho nada com a vida delas.
Mulher "fake", mulher "fast-food", mulher midiática, que sempre posa para fotos, de costas, mostrando a bunda... O resto é só um detalhe.
Silicone nos peitos, na bunda, na panturrilha, na boca, nas bochechas, lipoaspiração...
Tudo muito exagerado. E o pior, são só isso que algumas são, um corpo ocupando um espaço na mídia. Um corpo perfeitamente deformado.
Para que serve a mulher mesmo? Para quê lutaram tanto para ter independência mesmo?
Não sei, mas quando vejo alguma situação constrangedora na TV me lembro daqueles filmes dos anos 70/80, as pornochanchadas, em que sempre aparecia alguma mulher nua, porque se não fosse assim, o filme não fazia sucesso.
Mas eram filmes e as mulheres, atrizes.
E hoje, o que a mulher realmente quer? Aparecer na TV e não importa como? Ser objeto de desejo por um corpo todo fabricado e montado? Será que isso é autoestima? Corpo perfeito = mulher feliz?
E quanto mais são faladas, citadas, mais polêmicas causam, mais "famosas" ficam. E esse tipo de "informação" é o que o povo está lendo no momento.
Agora, qualquer evento, qualquer "festinha" e já promovem a "musa" de não sei o quê. Musa da laje, musa do futebol, musa do UFC, musa do carnaval... Quer dizer, mulher troféu, com bundas empinadas, caras e bocas, com roupas cada vez mais curtas e justas. E saltos cada vez mais altos. É a moda!
A tecnologia é fantástica e avança a passos largos, por todos os campos.
Mas e a educação? Os bons costumes, o respeito, a ética? Onde estão?
Por que alguns seres humanos têm tanta necessidade assim de serem notados? Que sentimento é esse?
Para quê serve a mulher mesmo? Lutaram tanto para quê mesmo?
Alguns vão falar que é a liberdade... Mas para mim liberdade é ter opinião própria e expressá-la em qualquer lugar, além de poder mudar de ideia se assim achar conveniente. Essa liberdade de que alguns vão falar, não é liberdade, pois essas mulheres que se sujeitam a esse tipo de situação, estão presas nos conceitos do que é belo hoje, dos padrões que alguns dizem que sãos os ideais, em seguir uma moda que tem que mudar o corpo e não apenas uma vestimenta. Aliás, vestimenta é o que menos importa hoje em dia, já que as roupas estão sumindo nos corpos delas.
Eu sinto vergonha!

16 comentários:

  1. Em primeiro lugar gostaria de parabenizá-la pelo texto. Ficou sensacional!
    Veio de encontro ao que eu também percebo e comento sobre o universo feminino.
    Acho que algumas pessoas perderam o senso e a essência.
    Tenha uma ótima semana, Clara!
    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  2. Clara... excelente texto....
    alem do que fico pensando porque a tv não mostra o depois, o fim destas mesmas mulheres gloriosas.
    Por que não mostram o vazio, a pobreza, a falta de amigos?
    beijinho procê.
    boa semana.

    ResponderExcluir
  3. Tens toda razão!!!maravilha de texto!!!beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  4. Muito bom, acho que a mulher está se banalizando, não sou contra a plástica em querer se cuidar, mas é muito difícil realmente quando a mulher coloca-se em uma situação apenas de estética caindo na vulgaridade.
    Acho que como mulher devo fazer minha parte de ensinar minha filha a cuidar do corpo por questões de saúde como uma vida saudade e não apoiar a beleza estética como algo que define ou difere. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Certa vez num programa de tv ouví o Leão Lobo dizendo a respeito de uma bailarina de axé da época... Ainda bem que a dignidade está na cara e não em outras partes, como no bumbum por exemplo
    Sempre que vejo essas "mulheres" me lembro dele
    E concordo...que bom que sei onde está a minha dignidade...
    Lamentável...
    Parabens pelo texto concordo plenamente

    ResponderExcluir
  6. Fui jovem numa época em que maravilhoso era um sorriso doce de uma mulher.
    Hoje eu estou espantado, pois não seu onde isso vai parar. Seu texto é excelente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Passando pra desejar-lhe uma semana abençoada e comunicar que estou bem afastada da net...
    Meus blogs sumiram e tivemos que criar outros continuando os antigos...
    Uma enfermidade me pegou de supetão e me distanciou ainda mais daqui pois precisei estar hospitalizada e agora, em "liberdade condicional"... ( dias em Hospital e dias em casa, entre exames, diagnósticos e outros)...
    Assim que der, seguirei lendo seu post e me enriquecendo, como sempre.
    Bjs de paz e esperança

    ResponderExcluir
  8. Oi Clara,
    Antigamente as mulheres faziam sucesso, pela beleza, pelo corpo , pelo sorriso, tudo era natural e muito bonito.Ninguém ficava apontando celulite, uma esfria, um pneuzinho.Estava vendo uma reportagem das modelos de antigamente, nossa, como elas eram bonitas.
    Hoje a beleza se tornou robotíca.
    Só faz sucesso quem é mais robotizada.
    A humanidade perdeu a essência do sentir e do ver.
    Estava vendo modelo de 18 e 20 anos usando cilicones e ja fizeram plastica no nariz. Eu sinto mal com esse padrão de hoje. Alias não me encaixo nele.
    Beijos e ótima semana.

    ResponderExcluir
  9. Clara,só vc mesmo pra conseguir coisas que pensamos e não sabemos como expressar1Texto perfeito e a mulher deveria rever seus conceitos de liberdade,com certeza1Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  10. Excelente texto, tem momentos que sinto mesmo vergonha de ser mulher dianta de tais situações que as mulheres nos colocam.
    O sexo feminino está vulgarizado, tristemente generalizado.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  11. Clarinha, também sinto vergonha.
    Mulheres o que? Nada!
    Sem falar que a mulher corre tanto pra tudo isso e ainda tem que dar conta do seu lar. Ah igualdade. Igualdade está longe.
    Sua crítica está perfeita amiga.
    Xeros

    ResponderExcluir
  12. Adorei, mulheres frutas, periguetes. Realmente a coisa ta feia. Sem nenhum valor. Que lixarada. Agora ve que a mulher Samabaia arrumou um marido e esta gravida feliz da vida. No fundo elas se expoem em busca de um lugar ao sol. Nao deve ser facil. Mas que parece, isso parece...
    Otimo texto, genial.
    Bjao

    ResponderExcluir
  13. Olá Clara!

    Ótimo texto! As mulheres mesmo estão se desvalorizando. Lutaram tanto...

    Hoje só querem mesmo é posar nuas em revistas ou ter os minutinhos de fama... Elas mesmo escolheram serem tratadas como objetos, claro, nem todas, não estou generalizando, mas muitas por aí e principalmente aquelas que são as mais vistas pelas pessoas, as que deveriam servir de exemplo, essas são as piores!

    Neo Charles

    ResponderExcluir
  14. Olá Clara!

    Ótimo texto! As mulheres mesmo estão se desvalorizando. Lutaram tanto...

    Hoje só querem mesmo é posar nuas em revistas ou ter os minutinhos de fama... Elas mesmo escolheram serem tratadas como objetos, claro, nem todas, não estou generalizando, mas muitas por aí e principalmente aquelas que são as mais vistas pelas pessoas, as que deveriam servir de exemplo, essas são as piores!

    Neo Charles

    ResponderExcluir
  15. Excelente, Clara! e pior que é verdade, as "famosas" estão cada vez mais parecidas com bonecas de plástico. E os homens tb não ficam atrás, homem sempre foi mais burro que a mulher, com mto menos cultura e conhecimento.E agora tão extrapolando, achando que basta ter um músculo bombado que QI é detalhe.

    a coisa tá triste. e sai todo mundo perdendo pois é um mundinho vazio demais

    bjs bom Fevereiro!

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!