quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Desejos de grávida

Não é frescura, não é enjoamento; quer dizer, algumas grávidas sentem enjoo sim, depende de cada uma, mas os desejos existem e são muitos sérios.
A nora de uma amiga está grávida de cinco meses e, conversando comigo, disse que achava que grávida era um ser muito estranho, até que ela engravidasse e visse que não é bem assim.
É claro que tudo muda, afinal existe um ser em seu ventre, crescendo e dependendo de você para tudo.
Me lembro quando estava grávida de minha primeira filha, eu enjoava muito, não suportava o cheiro de lanche, de hamburguer, de alface, de mato molhado, de grama....
Mas alface tem cheiro? Claro que tem, e eu o sentia de longe...
Que coisa estranha!
O paladar muda e só damos conta de que mudou, quando o bebê nasce. Aí o sabor dos alimentos volta como antes.
Agora os desejos.. Ah, é incontrolável!
O primeiro desejo que senti, ainda sem saber que estava grávida, foi de manga. Me deu uma vontade louca de chupar manga, até que meu marido deu um jeito e me trouxe um saco cheio, mas de mangas verdes. A boca encheu de água na hora e as comi assim mesmo: verdes.
Depois o desejo de comer um prato que havia comido há tempos: camarão à grega.
- Eu quero camarão à grega!
Pronto; todo mundo louco.
Não sei porquê tanta afobação; eu queria ir lá no local e comer lá...
Mas inventaram tanto camarão para eu comer, que depois desisti, mas o desejo continuou.
Resultado: minha filha nasceu com uma mancha na perna!
Olha, eu não sei se isso tem alguma lógica, mas ninguém na família tem aquela mancha, e se olharmos bem, dá para ver um camarão no desenho. Exagero? Não sei.
Um ano depois engravidei de meu filho, e  o desejo continuou pelo camarão à grega.
Foi uma gravidez sem enjoo e mais tranquila; não inchei tanto e também não era mais mãe de primeira viagem.
Resultado: também não comi camarão à grega! Parecia até um complô contra mim, que não me deixavam matar essa vontade.
Nem fiquei insistindo tanto, acho que comentei uma única vez e nada aconteceu.
O problema dos desejos de grávida é que tem que ser naquela hora e exatamente como imaginamos.
Não adianta ficar enganando a vontade; ela é aquela e não outra que querem que a gente se contente.
Eu queria ir até o local onde comi o camarão e não comer o camarão preparado pela família; não é a mesma coisa. Bem...
Resultado: meu filho nasceu com um tufo de cabelo mais claro, um pouco acima da nuca. Ele é loiro e tem esse tufinho mais claro na cabeça.
Alguém tem alguma explicação para isso?
E o pior de tudo: até hoje tenho essa vontade, mas não adianta eu ir lá e comer. Já passou o tempo e agora é tarde demais.
Boca de grávida tem um sabor diferente, um paladar próprio e não aceita genéricos ou similares.
E ainda sobre minha filha: ela odeia frutos do mar, não tolera o cheiro e não come nem se tiver morrendo de fome!
Minha mãe disse que quando estava grávida de mim, tinha vontade e comeu aos montes, bala de coco. Eu adoro bala de coco.
Não sei como explicar esse mistério, mas é fantástico esse tempo em que mudamos nossa vida para receber um outro serzinho.
Essa é a mágica de Deus, o milagre da vida!
Que desejos vocês tiveram? Me contem?

10 comentários:

  1. È Clarinha o desejo das gravidas sempre fica em segundo plano mesmo que atendido na hora , mesmo porque para engravidar ela saciou o desejo de alguem antes , não é verdade ?
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Anônimo....
    Eu quero camarão à grega!

    ResponderExcluir
  3. É muito legal essa fase e tenho certeza, umas exageram.sr beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Ah! Clara querida,
    Estava tão atribulada de trabalho e faculdade, uma correria louca, que nem tive tempo de sentir essas coisas que grávidas sentem. Nunca enjoei, nem senti vontades estranhas. Minha mãe é que contava. Ela comeu tanta bala de coco quando estava grávida de mim, que depois que nasci e pela vida inteira nâo podia ver bala de coco que enjoava. rsrsr
    Girassóis nos seus dias. beijos.

    ResponderExcluir
  5. Desejos eu não me lembro...Já faz tanto tempo...Rasrsrs
    Mas lembro bem que na gravidez da minha filha caçula eu comia muito pão e ela adora pão...Será que tem algo a ver?
    Tenha um lindo dia! Um abraço!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Clara!
    É mesmo uma fase mágica, tenho saudades!Menina desejei uns absurdos!rsss
    Macarrão cru, farinha de mandioca, comia aos montes! Viu isso? até hoje não consigo escutar Menino do Rio que sinto um mal estar. No período enjoei muiito esta música que era tema de uma novela.rsss
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  7. Pois eu, enjoei nas quatro gestações. Era um horror nos três primeiros meses. Eu até emagrecia.Depois, danava a comer doces e o médico só me controlando.Tinha desejos bem estranhos, tipo:pão com tomate e azeite, pão com goiabada,farofa de banana e outros parecidos, mas todos bem baratinhos, né?Rsrsrs...Lembro de uma ocasião que pedi ao meu marido p/ trazer uma pizza p/ casa.E passou o lanche, o jantar e nada. Lá pelas 8h da noite chega ele de mãos vazias, perguntei:__ E a pizza?
    E ele: __ Sabia que estava esquecendo alguma coisa!
    Me levou na hora pra pizzaria(rsrs).
    Clara, adorei ter tirado essas lembranças do baú.Valeu, menina.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  8. Oi Clara é mesmo uma fase terrivel!!Porem ao mesmo tempo muito boa.Voce se sente carente ao mesmo tempo forte,voce se sente até como se fosse uma criança,porem na verdade uma mulher!!Adorei beijos.

    ResponderExcluir
  9. Clarinha
    olha só.
    O Lucas adora mamão e sorvete, e eu realmente comi muito isso.
    O problema destes desejos é que dá vontade de comer naquela hora, parece pirraça, né.
    Eu por exemplo quis comer o cozido da minha mãe.
    Tudo bem...
    O tempo passou e eu nem me lembrava do danado e um dia ela me chamou pra almoçar.
    Clarinha, ela fez um panelao de cozido e naquele dia eu estava com muito enjoo, e então comi pouquinho.
    Acho que a vontade tinha passado, eu acho,
    que sufoco comer o tal cozido.
    Não descia, rs
    conclusão: minha mãe comeu cozido bastante.
    Agora, na gravidez do Rafa o médico mandou que eu fizesse dieta.
    Eu estava uma bola.
    Menina, o Rafa deve ter medo de passar fome.
    Credo
    vc acredita que o guri ODEIA dividir comida.
    Quase infarta.
    Se tiver com uma bacia de pipoca na mão e você pedir: me dá uma, o guri tira um carocinho, uminha pipoca e te dá.
    E assim é com tudo.
    Cruiz.
    Fazer o quê!
    rs
    beijinho.
    e vê se come este tal camarão, heim.

    ResponderExcluir
  10. Queridaaaaaaa! Que delícia de post e que foto sensacional! Adorei! Menina, só quem entende esse desejo é outra mulher que já tenha ficado grávida, porque do contrário acham que é frescurite aguda, mas NÃO É NÃO, MESMO! Quando fiquei grávida, enjoei muito, lembro que uma vez, ainda no momento das suspeitas, tive que descer do ônibus pq entrou uma mulher com um perfume que eu juro que pensei que fosse por os bofes pra fora... Afff! Ou eu descia, ou eu realmente colocaria os bofes pra fora... Ui! Até o enjoo de grávida é diferente.
    Agora sobre desejos, os 4 meses que fiquei grávida de meu filho/a eu comi muuuuuuuuuuuuuuuuita coxinha de galinha, menina era uma loucura, ou eu comia, ou eu tinha um treco! hahaha E tinha que ser aquela coxinha pequena e daquele determinado lugar. kkkkk Hoje? Nem como mais! rs
    Beijo, beijooo!
    She

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!