sexta-feira, 17 de maio de 2013

Kevin

Kevin - Blog Simples e Clara

- Kevin.... Kevin.... Keeeevin!
- O quê?
- O que é isto?
- Cadê?
- Isto...
- Parede.
- Estes rabiscos na parede, o que é isto?
- O Bob...
- Que Bob, Kevin?
- O Bob Ponja (Bob Esponja).
- O que ele está fazendo aqui?
- Brincando com o Patick (Patrick)...
- Quem trouxe ele pra cá?
- ??????
- Como ele veio parar aqui na parede da sala?
- Uma gente...
- Uma gente? Que gente, Kevin?
- Uma gente que mora lááááá no outro país...
- Outro país? Que país?
- Pai, sabe, aquele país que tem a casa do Bob Ponja, do Patick e do Lula Moluco (Lula Molusco)...
- E onde fica esse país?
- Pai, sabe aquele bacaxi que é a casa do Bob Ponja... E aquele buracãããoo do Patick e aquela outra casa do Lula Moluco... lá! E ele falou que vem aqui brincar de veeeeez em quando... e hoje é de vez em quando... e ele veio!
- E quem deixou eles virem aqui brincar na parede da sala?
- ??????? Uma gente...
- Kevin, essa uma gente não pode entrar aqui e trazer o Bob Esponja... entendeu?
- Por que?
- Porque ele tem a casa dele e tem que ficar na casa dele, lá tem os brinquedos dele, os amigos dele, o cachorro dele...
- Hahahahaha... pai, sabe o cachorro do Bob Ponja... ele não tem pernas e tem uma pedra nas costas...
- Kevin, entendeu o que o papai falou?
- Pai, sabe este Patick aqui... ele fica correndo e pegando umas bolinhas que ficam voando, pai... aí ele fala assim - ô Bob Ponja, vamo brincá? Daí ele veio brincar aí...
- Kevin, olha aqui pro papai... Não pode riscar a parede! Entendeu? Não pode riscar a parede!
- Táááá, pai...
- O que que foi?
- Eu vou ir fazer xixi....
- Então corre lá, rápido!
- Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee..... Bob Ponja, Bob Ponja, Bob Ponja, Bob Ponja....

Repeteco - Postagem do dia 10 de agosto de 2011


Um ótimo fim de semana para todos!




7 comentários:

  1. Um amor.Lindo e doce! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Hoo gente... Que coisa mais linda esse jeitinho meigo que criança fala.

    Imagino a carinha dele contando a história. Viva os sonhos e a doce imaginação infantil!

    Desejo um final de semana iluminado!

    Beijos

    Selma

    ResponderExcluir
  3. Ouwnnn, que delícia ler o Kevin, me amarrei e já tô com vontade de apertar. Bjus e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  4. Olá Clara! Sabe que naquela época ele não gostava de Bob Ponja, na verdade ainda não tinha visto, mas agora o texto faz mais sentido ainda, ele assiste quase todo dia!!! Saudades do pessoal da GiuPress, preciso aparecer mais por lá para relembrarmos os velhos tempos!

    Gostei da nova cara do blog, está mais charmoso!

    http://ocinematografo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que bom que repetiu... eu não conhecia!
    ;)

    ResponderExcluir
  6. Nunca é um filho, um filho são muitos filhos, um em cada etapa, infância, adolescência, juventude... Filho a gente gostaria de prender, de prender no tempo, para que não cresçam nunca. E quando crescem, é como se fossem embora mesmo estando ainda com a gente. Esse Kevin irá embora e um outro tomará seu lugar, e por mais que o pai ame este, sentirá saudades daquele.

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!