amazon

amazon
amazon - clique na imagem

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

O medo

Depois do post de ontem, sobre a carta de Seth, no Facebook gerou uma discussão... O medo.
Uma coisa boa que acontece nas amizades virtuais é que não temos tanto medo assim de nos abrirmos, de contarmos uma fraqueza, um acontecimento antigo que ainda nos perturba...
E qual foi a surpresa quando soube que as pessoas pensam e sentem medo como eu sinto. Até então me achava tão medrosa com a vida.
Não sei se foi por causa da infância, da solidão, das traições, mas eu tenho medo de me apegar às pessoas e elas simplesmente sumirem, ou morrerem, ou se cansarem de mim.
E não é nada disso. As pessoas que amam geralmente sentem o mesmo. Olha eu me descobrindo aqui!
Então quer dizer que não tenho tanta fraqueza assim. Isso é comum do ser humano.
Uma coisa que me apavora é quando a pessoa some. Ah eu fico preocupada se aconteceu alguma coisa, vou atrás, pergunto até saber o que houve. E geralmente não houve nada.
Eu tenho medo quando meus filhos saem... Antes ficava mais, mas me preocupo se chegaram bem, onde estão, por que demoram, com quem voltam... E isto eu sei que é normal de pais...
Eu tenho pavor de ficar sem trabalho. E como farei para pagar as contas e dar conta da casa? Isto me apavora mesmo. Então eu sou super controlada neste assunto. Não sobra nada, mas também não falta nada. Tudo anotado, calculado e pago. Mãe geralmente faz milagre em casa. Eu faço!
Antes, agora não mais, eu tinha pavor de sair de casa e morrer no meio da rua, e ninguém me conhecendo, me largaria lá horas e horas, e meus filhos não vendo que voltei, não se importariam com minha ausência. Isto é síndrome do pânico, que já está sob controle. Não tenho mais... Quer dizer, às vezes tenho, mas não com frequência.
Tenho pavor de não saber educar meus filhos e eles seguirem um caminho que não seja bom. Pavor! Medo deles sofrerem por incompetência minha... Mas sei que eles têm livre arbítrio e eu não posso fazer nada, se eles não quiserem. Isto é um horror!
Eu tinha um medo horrível de ficar doente e morrer no hospital, sozinha... Síndrome do pânico.
Medo de envelhecer e não ter ninguém para cuidar de mim... Às vezes eu tenho este medo, mas não é sempre.
Às vezes eu tenho medo de não ter mais inspiração para escrever aqui... Chega sábado, domingo e não tenho a mínima ideia do que escrever. E de repente já tenho a semana toda programada. Coisa estranha...
Mas esse medo de me apegar e perder, isso é diário e com todas as pessoas que conheço e amo. Eu fico pensando... "Nossa, já pensou se a pessoa morre e eu nem fico sabendo?". É sinistro ou não é?
Será que vocês têm o mesmo pensamento que eu? Medo de perder de alguma forma o que se ama? Lá no fundo da alma, medo de conquistar algo e não dar conta de sustentar e perder a conquista?
Medo de que alguém roube  algo precioso? Roube uma de suas conquistas?
Medo de realizar um sonho e ver que nem era tão sonho assim?
Medo de sofrer? De chorar?
Que descubram todas as suas fraquezas?
Vocês podem me contar alguma coisa? Só para sabermos que isso realmente é comum do ser humano? Mas que geralmente não ficamos comentando?

21 comentários:

  1. Medos todos os temos.. Com a insegurança que nos ronda, esse é meu maior medo: de que algum dos meus filhos, netos, maridão sejam atingidos por esses marginais que andam à espreita das vítimas sempre. Isso é meu maior, no momento! beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Todos nós temos medos.
    O importante é saber e ter a sensibilidade de administrá-los.

    Tirar, de uma vez por todas, o cemitério de dentro da cabeça já é um excelente começo para vencer todos os seus medos.

    Só você sofre com isso, mais ninguém.

    O resto? Bom deixa o resto com Ele!!

    Ninguém ficará por aqui 1 centésimo de segundo além do previsto por Ele. Pode ter certeza disso.

    Então ria de tudo.
    Ame loucamente.
    Dance em frente ao espelho.
    Diga "não" às vezes. E principalmente deixe a tecla "FODA-SE" no mode ON.

    ResponderExcluir
  3. Chica, eu costumo sofrer antecipado por conta do medo... é horrível...
    Mas faz parte da vida....

    Boa segunda pra vc...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Kiko, eu nunca ouvi isso de tirar o cemitério da cabeça... menino...
    Vou tirar isso sim... acho que já sofri tanto por perdas, não de vidas, mas de sentimentos que eu achava que fossem sinceros, e tenho que vencer esse medo sim... e viver como se fosse o último de minha vida.

    Obrigada por ter me dito isso...
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  5. Clara,

    A diferença está em como a gente sente as coisas ruins da vida. Você sofre, e sofre mesmo, por antecipação. Eu não tenho a mínima idéia de como sofreria por exemplo, a morte repentina ou estupro, de pessoas que amo. Sofrimento de quem eu amo eu sofro, e sofro mesmo, preferia que tudo que a pessoa passa e a faz sofrer acontecesse comigo e não com as pessoas amadas. Mas não sofro por antecipação. Posso ter momentos de pre-ocupação, de ficar triste, mas não sofrimento.
    Quanto a perder afeto, talvez eu j'tenha desenvolvido uma espécie de auto-proteção. Não penso nisso e se acontece, fico triste, mas não sofro por isso. Sei que as pessoas mudam, que nenhum sentimento é eterno. nem sentimento filial, nem de amizade, nenhum. Vivo a alegria do momento.Fico realmente feliz em saber que vc está conseguindo dominar o pânico. Você não merece esse sofrimento, não mesmo!

    girassóis nos seus dias!
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Celina, meu anjo, eu sofro antecipado sim... já coloco mil coisas na cabeça imaginando o pior. Até choro e não sossego até ter notícias. E olha que já fui bem pior. Mas a gente aprende com o tempo. É que a dor é tão grande que não queremos nunca mais sofrer... É a vida e temos que conviver com isso. Eu aprendi a viver o momento também e não ficar pensando no amanhã... mas é difícil... muito difícil...

    Beijos, querida amida!!!!
    Beijos, beijos, beijos...

    ResponderExcluir
  7. Tenho medo de assalto e de que meus cachorrinhos fiquem doentes.
    Estou sempre de olho.
    Obrigado pela visita
    bjos e uma boa semana

    ResponderExcluir
  8. Sônia, às vezes eu tenho pesadelos com assalto... É horrível...

    Boa semana pra vc.
    Beijos....

    ResponderExcluir
  9. olá Clara,
    vim conhecer seu cantinho e achei lindo, uma ótima tarde na presença de Deus. bjs

    ResponderExcluir
  10. Clara, querida...ler seu texto na íntegra é revirar nossas gavetas...
    Mas pense, eu não sou nenhuma expert, mas o medo é muito importante em nossas vidas, é uma espécie de freio, de parada para que saibamos até onde devemos ir. É imprescindível ter medo. E confesso, você é muito corajosa de colacar em um blog todas as suas ânsias, angústias, seus próprios medos, que são, em geral, medo da grande maioria, só que a maioria tem medo de se mostrar assim tão desnudamente.
    Mas ai tem também o medo que castiga, o medo pre- ocupante como citaram, o medo pânico, que muitas pessoas os tem.
    Eu mesma teria uma lista enorme de medos para citar aqui...e muitos venci porque precisei tratá-los e creio que você os tem vencido também, pois consegue falar deles. Falar é sempre o começo da melhora...
    E como é o rito de passagem das coisas...elas vão se acomodando conforme um rio que pede passagem. Devemos soltar nossas mentes, fluir em pensamentos bons e quanto surgir um sinalzinho de medo negativo, aquele que polui...façamos uma meditação e ouviremos nossa respiração e as batidas indo tranquilas de nosso coração.
    Te admiro muito...
    Um abraço carinhoso.
    Sandra,

    ResponderExcluir
  11. Clara, ter medo faz parte de nós, para termos certeza que estamos vivos, que temos alguma coisa.
    Eu tenho vários medos, e como você, tinha medo de morrer na rua e não ser reconhecida. kkkk
    Passou.
    E assim como esse, outros vem e vão.

    Xeros

    ResponderExcluir
  12. Clara,que beleza de texto!Vc escreve muito bem,tem bastante jeito para tocar a alma das pessoas!Medo eu tb tenho,especialmente que aconteça algo com minha filha,marido pais...mas sempre procuro não deixar me imobilizar por ele.Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  13. Clara,que beleza de texto!Vc escreve muito bem,tem bastante jeito para tocar a alma das pessoas!Medo eu tb tenho,especialmente que aconteça algo com minha filha,marido pais...mas sempre procuro não deixar me imobilizar por ele.Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  14. Lúcia, seja bem vinda, então!!!

    Que bom que veio, e espero que volte mais vezes....

    Beijos e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  15. Sandra, eu acho que é isso mesmo. Medo é o freio que precisamos ter na vida. Não é fácil, mas aprendemos a controlá-los e viver melhor.
    Eu preciso vencer muitos medos ainda, mas é confortante saber que isso faz parte da vida de todos...

    Beijos, boa semana pra vc...

    ResponderExcluir
  16. Ana, não é horrível vc sair e ter a sensação que vai cair dura e ninguém vai te reconhecer? O medo já passou... graças à Deus...

    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  17. Anne, obrigada pelo que disse!
    Eu ainda tenho pavor de que aconteça algo com meus filhos... mas aos poucos vou superando... aos poucos.

    Beijos e boa semana pra vc....

    ResponderExcluir
  18. Oi Clara!
    Os medos nos cercam, isto é certo!
    A insegurança que nos cerca é assustadora, uma violência sem tamanho não podemos fugir dela. Um medo que me aterroriza são as doenças que não estamos livres de ter, isto me assombra, mas sei que são medos que todos têm. Assim são os seus, em pequena ou grande intensidade todos temos.

    beijos e uma super semana!

    ResponderExcluir
  19. Valéria, tenho pavor de doenças... Sempre fui muito inquieta e ativa e só de pensar que tenho que ficar de repouso já fico com medo. Não fiquei de repouso nem durante o resguardo...

    Beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  20. Clara, sabe do que eu tenho medo de verdade? De ficar sem trabalho, de ficar sem um tostão e de perder a memória. Isso é o pior, tudo o que sou é minha memória que me diz.
    Medão rsrsrsrs
    Beijosssss

    ResponderExcluir
  21. Elaine, seja bem vinda!!!!

    Eu tenho pavor de ficar sem trabalho e sem dinheiro... Isso me tira do sério mesmo...

    Beijos, boa semana pra vc...

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!