quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Com Que Mala Eu Vou?

Participando da Blogagem Coletiva da M@myrene
Vamos, gente, vamos escrever e participar!

      O dia estava quente, abafado, sol escaldante, asfalto soltando aquele mormaço de derreter sola de sapato e Gabriela indecisa, sem saber o que levar na viagem de férias. Depois de mais de vinte anos, depois de ser praticamente dona de casa e mãe, depois sofrer horrores, chorar pelos cantos, definhar, adoecer, finalmente conseguiu se libertar do passado carrasco que a acompanhava.

      Uma depressão deixou-a trancafiada em casa, perdendo parte de sua vida, apenas olhando as paredes descascadas de sua casa e assistindo TV, de preferência aqueles programas dramáticos que discutem a vida sofrida das pessoas. Gabriela viajava naqueles programas, chorava, sofria junto e queria, mentalmente, resolver a vida de cada um. Sofrer para quê, pensava ela, não vale a pena!

      Um dia, acordou meio atravessada, com a avó atrás do toco, chutou o balde e mandou todo mundo pras cucuias. Não queria mais ficar enclausurada num mundo só seu, com um mundo tão maravilhoso a sua volta, chamando-a, sussurrando em seus ouvidos, acenando e sorrindo, seduzindo-a dia a dia até que aceitou o convite.

      Primeira providência há seis meses: comprar passagens para uma praia paradisíaca, para ir sozinha. Segunda providência: se acabar na academia e na dieta detox! Eliminar tudo o que não lhe pertencia. Terceira providência: renovar o guarda-roupas. Pronto, teria tempo suficiente para se ajeitar.

      Os dias passaram rápido, Gabriela não mais assistiu a TV, não mais ficou enfurnada em casa, não foi à academia e não fez dieta detox, mas estava tão feliz que seus olhos brilhavam como dois faróis, na posição alta, irradiando bem-estar e bom humor por onde passava. Quantas pessoas ela reencontrou pelo caminho, tantos amigos que ela pensava terem lhe abandonado quando na verdade foi ela quem se afastou de todos. Foi recebida com abraços, sorrisos, afagos, carinhos, por todos que reencontrava. Queria levá-los todos para viajar com ela, mas tinham compromisso e diziam que na próxima oportunidade, iriam sim, todos juntos.

      Um dilema deixava Gabriela triste e sem saber o que fazer. O que levar na mala? Na verdade, na véspera de viajar, Gabriela se deu conta de que não tinha mala decente para viajar. Comprou tantas roupas e sapatos que seriam necessárias duas ou três malas para caber tudo, sem amassar nada.

      Não importava isso agora, era só um detalhe. Gabriela, então, resolveu não comprar outra mala. Levaria naquela mesmo e com o mínimo de roupas possível. Iria para a praia, então o maiô seria o que vestiria a maior parte do tempo. Um sapato fechado, um chinelo, um livro e, claro, a foto dos filhos, para não morrer de saudades.

      Tudo arrumado, na manhã seguinte Gabriela embarcaria no ônibus intermunicipal, pois a praia ficava somente a 40 km de sua cidade. Não importaria a distância e sim ir, somente ir e voltar.

      Fim.



   

15 comentários:

  1. Que bom que Gabriela chutou o balde e se deu conta que a felicidade a esperava por lá, naquela praia e depois voltaria outra, renovada! beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voltaria nova em folha, pra recomeçar tudo de novo, Chica!
      Beijos

      Excluir
  2. Gostei da escolha de Gabriela
    Ela vai voltar revigorada
    Bela inspiração, Clara
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Verena, será que ela tinha algum bichinho pra levar junto? rsrsrs
      Beijos

      Excluir
  3. Muito bom conto, cheio de pequenos detalhes da vida cotidiana que fazem toda a diferença para se encontrar a felicidade de ser vivente.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Norma, sempre gentil aqui nos comentários!
      Beijos

      Excluir
  4. Olá, querida Clara
    Fiquei pensando que tenho aqui pertinho: Búzios, Saquarema... dentre outras... e dou uma relaxada de vez em quando... nem preciso gastar muito pra ser mais alegre...
    Seja abençoada e feliz!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, né, Rosélia!
      Ainda pertinho de casa, praticamente no quintal? Tudo de bom! rsrs
      Beijos

      Excluir
  5. Vida nova, mala nova!!
    Ainda bem que Gabriela acordou!
    :)
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mala ainda é a velha, mas a Gabriela é nova! Isso é ótimo, Luma!
      Beijos

      Excluir
  6. Ir e voltar, de alma lavada e pronta para mais uma temporada!
    Abraço!
    Sonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, que bom que tudo deu certo, Sonia!
      Beijos

      Excluir
  7. Clara!
    Conto interessante.
    Gabriela foi ver o mar com sua malinha.

    Desejo um final semana de luz e paz!!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!
    "E que a minha loucura seja perdoada. Porque metade de mim é amor e a outra metade também.(Oswaldo Montenegro)".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriela acordou a tempo de aproveitar a vida!

      Obrigada, Rudy, uma linda semana para vc também!

      Excluir
  8. Oi Clara
    Sempre bom renovar as energias e nada melhor que uma praia e amigos.

    Desculpe o atraso em vir comentar em sua participação, mas além das atividades intensas dessa período peguei Dengue o que me afastou um período dos meus blogs.

    Beijos

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!