amazon

amazon
amazon - clique na imagem

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Presságio

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar pra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente…
Cala: parece esquecer…

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar…

Fernando Pessoa

16 comentários:

  1. Lindo poema de Fernando Pessoa!
    O amor as vezes revela coisas em nós que nem nós mesmos conhecíamos.
    Beijos,
    http://aspoderosas1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um tema interminável, Larissa, e mesmo assim há muito ainda o que dizer que não foi dito.
      Beijos....

      depois vou no seu blog.

      Excluir
  2. Pessoa sabe brincar com as palavras e dizer coisas que calam fundo na alma da gente como ninguém. Adoro!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho essa impressão. Falar de amor de um modo diferente, nem sempre todos conseguem, e ele faz isso muito bem.
      Beijos, Roseli!

      Excluir
  3. Que bom chegar aqui e encontrar versos do Pessoa! Amo! E esses, especialmente, do cancioneiro, muito líricos, são cheios de ritmo, verdadeira brincadeira feita de palavras!
    ...
    Eu tb gostava de analisar os detalhes dos contos de fada quando criança. Achei interessante vc mencionar que pensava sobre o sapatinho de cristal, pois era um detalhe que me encantava também...
    Abraço, ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jussara, uma ótima semana pra vc!
      De poesia não entendo nada, como vc entende, mas se leio e gosto, eu amo!

      Beijos, querida!

      Excluir
  4. Oi, Clara! Eu sou fão confessa de Fernando Pessoa e concordo com os escritos, quanto mais sentimos, mais fica difícil de explicar com palavras, mas talvez nem haja necessidade, já que o sentimento já é grande o suficiente para preencher os vãos das palavras. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os sentimentos falam por si, e essa poesia é linda demais! Também gosto muito dos escritos dele.
      Beijos, ótima semana!

      Excluir
  5. Oi Clara,
    Muito lindo esse poema,
    Acredito que um dos poemas mais conhecido dele. Fernando Pessoa grande poeta, grande sábios. Há sentimentos que não precisa dizer, porque a outra parte sente.
    Deixo beijo e desejo de uma ótima semana.
    Ótimo feriado!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Clara!
    Fernando Pessoa é tudo de bom, poeta inspirador.
    "Valeu à pena?
    Tudo vale a pena se a alma não é pequena" (Fernando Pessoa)


    Obrigada pela visita feita ao blog, é sempre uma grande alegria receber seu carinho e atenção. Obrigada!
    Desejo que seu final de semana seja carregadinho de sucesso e muitas realizações!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!
    " Não viva para que a sua presença seja notada,mas para que a sua falta seja sentida..."(Bob Marley)

    ResponderExcluir
  7. Eu teho gana de comprar o livro de Pessoa no que estiver publicado este poema "Presságio". Também porque gostaria de lho regalar como presente à minha namorada. Sabe alguém qual é a publicação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pesquisei no Google e não encontrei qual a publicação dessa poesia...
      Talvez você o encontre em algum Sebo ou livraria virtual, um livro de poesia com esse poema Presságio.
      Sua namorada vai amar, com certeza!
      Boa sorte na procura!

      Excluir
  8. Extraído do livro "Fernando Pessoa - Obra Poética - Inéditas", Cia. José Aguilar Editora - Rio de Janeiro, 1972, pág. 513

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!