segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Tô famosa, que droga!



Mais uma super talentosa que nos deixa cedo demais.
Mais uma que não suportou a fama, o amor dos fãs, e talvez nem sabia do tamanho do talento que tinha.
Que pena, Whitney Houston! Mais uma para cantar no andar de cima.
Vá em paz! Cante para os anjos que tanto lutaram para lhe proteger, e não conseguiram, ou conseguiram mas as forças contrárias foram mais fortes. Vá em paz e continue a brilhar, pois estrela você sempre foi...

Quantos e quantos artistas famosos, começam, talvez nem tão cedo, e depois parecem que não suportam o peso da fama e se entregam às bebidas, às drogas, às orgias e a um final trágico.
Muitos condenam as drogas, eu também condeno, mas acredito que a porta de entrada desse inferno é o álcool.
Através dele é que aparecem todas as outras, uma atrás da outra, a invadir mais um corpo, a viciar mais um organismo, a destruir mais uma pessoa, a derrotar mais uma família...
Pelo que vemos por aí, os jovens cada vez mais jovens, que saem nas noitadas, que pensam que são imortais, bebem abundantemente, sem nenhum controle de ninguém. A família não tem controle, e jogam a responsabilidade para cima das autoridades, que não têm condições de controlar todos os jovens, aí criam leis, que fazem um barulho e depois voltam para a gaveta. Daí jogam tudo para cima do governo, que não dá emprego, não dá escola, não dá estrutura, não dá condição...
Mas espera aí! Cada um é responsável por si, se for maior. Se for menor, tem algum responsável. Cadê ele?
Vigiar, proibir, colocar de castigo não adianta, mas conversar, explicar, ensinar, dar exemplo, isso sim, é fundamental. E isso tem que ser desde que nascem, e falar, falar, falar sempre, todos os dias. E dar exemplos também. Não adianta falar e dar um exemplo negativo. Isso é a pior coisa de tudo.
Eu tenho filhos adolescentes e tenho pavor do álcool. Não os controlo, mas faço minha parte. Eles sabem do risco que correm, das responsabilidades que são deles, das consequências, e principalmente de que não sou do tipo de pessoa que passa a mão na cabeça por uma atitude errada, quando sabem que estão errados. Eles conhecem a mãe que têm.
É lamentável, é triste, e isso não vai acabar nunca!
Só eles, os famosos que se entregam às drogas, é que sabem o que passam nos bastidores do sucesso.
É uma carga muito pesada; e quem não tem uma base boa, uma boa formação - não digo formação cultural não - mas uma boa formação familiar, não conseguem conduzir. É muita gente tomando conta, é muita gente dependente, é muita gente que fica por perto por puro interesse financeiro, e muita solidão também.
Que pena! Que triste!
Vamos cuidar dos nossos filhos, dos nossos amados filhos! Eles merecem, e o mundo agradece!

Que tristeza...

14 comentários:

  1. Se puxar o fio, não acaba nunca... As imagens assustam!

    Bom dia Clara! Ótima reflexão, pior é que os jovens cada vez mais cedo começam a consumir as drogas, lamentável!

    Gosto muito da voz dela, é única!

    Uma semana iluminada p/ vc.

    Beijãoooooooooo

    ResponderExcluir
  2. Clara! Estou chocado com as imagens! A fama, pra quem não consegue administrar, é o pior inimigo dos artistas. Mas imagina deve ser uma pressão absurda. Pois eles têm quase tudo que querem e mesmo assim caem nesse mundo... não é possível que todos fazem isso por gostar apenas... Abraço, Neo Charles.

    ResponderExcluir
  3. Vamos tentar lembrar de famosos talentosos que não usam drogas:
    Díficil e não é porque todos usam, mas os que não são notícias não estão da mídia.
    A não ser qdo morrem de causas naturais.
    Isso também é muito lamentável
    Besitos Clara

    ResponderExcluir
  4. É triste. Mais um talento que se vai.
    Tenha um bom fim de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. ENDAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!

    UILÔUEISSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!

    LÔVIUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!

    ahhahahahhahahha....eu já sabia há muito tempo, só estava esperando a hora dela.

    KK

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkk

    E eu aguento esse anônimo KK????

    eu adoro embromation!!!

    ResponderExcluir
  7. Lindo texto , Clara
    É muito triste o vício.
    Mas, vendo com outro olhar eu era
    fãzona da Britney artista.

    Lamentável o acontecido.

    Beijussssss

    ResponderExcluir
  8. Olá, sou um autor; estive por aqui lhe visitando e, digo-lhe de passagem, gostei muito do blog, tanto que já sou seu seguidor. Dê-me a honra e visitei o meu! Quem sabe, minhas obras lhe agradem!
    Um abraço,
    J.R.Viviani
    http://vendedordeilusao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Clarinha, de olho nos filhotes e o melhor é isso mesmo,,, conversa e bons exemplos e nada de passar a mão na cabeça.
    Whitney Houston, dona de uma linda voz, infelizmente partiu.

    Super post!!!
    Xerosssssssssss

    ResponderExcluir
  10. Olá,Clara!!

    Que triste!Lindo e verdadeiro seu texto!!Tudo começa pelo álcool.Legalizado...mais é inofencivo?!!NÃO!!Tão nocivo e viciante quanto qualquer outra droga!
    Não bebo, já vi de perto o que a bebida faz...aprendi com os erros dos outros...

    Beijos querida!!!

    ResponderExcluir
  11. Olá, Clara.

    Para alguns, aqueles que se deixam seduzir ou são levados a elas, a droga parece solução...
    Mas nós sabemos que é um grande problema.

    E acho que o universo dos pop-stars é um mundo a parte, eles vivem fora da realidade. Tem muita grana envolvida, muitos agentes, interesseiros, profissionais, esnobação e custeio de status quo, etc.

    Não dá pra comparar a ilusão do mundo deles com a realidade dos nossos jovens baladeiros.

    Aqui você mistura problemas sociais, familiares, com um despertar da curiosidade pelo novo e pela independência, com uma fase de revolta e rebeldia, isto ainda pressionado pelos colegas e amiguinhos em que se "precisa" mostrar-se, e (aí que mora o perigo) cercados de marginais e aproveitadores, entre eles os traficantes de droga.

    E, quem sabe sabe, uma vez que se entra dentro desta barca, praticamente não tem volta, é bilhete só de ida...

    Nessa, alguns ídolos já foram, outros ainda virão e irão, questão de tempo.

    E a gente segue assistindo, e de algum modo (infelizmente) aplaudindo.

    É tudo muito complicado. Viver não é fácil. E quando se tem os holofotes sobre si, fica ainda mais problemático.

    Entre o sucesso e o público, acho que a responsabilidade pelo desvio é muito mais aqueles que seguem no rastro do sucesso.

    ResponderExcluir
  12. Como é mesmo que Cazuza cantava?

    "Meus heróis morreram de overdose"

    "E aquele garoto que ia mudar o mundo,
    frequenta agora as festas do Grand Monde"

    "Ideologia: eu quero uma, para viver!"

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde amiga,
    Venho lhe desejar uma linda semana coberta de muita paz e amor!
    Sua presença é muito importante em meu cantinho, por esta razão veio lhe agradecer o seu carinho de sua amável visita sempre.
    Assim que poder acesse o link
    http://www.mariaalicecerqueira.com/2012/01/degustacao-do-livro-vida-nossa-de-cada.html
    e leia a degustação do meu próximo livro! Vida nossa de cada dia!
    Obrigada de todo o coração!
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  14. Precisamos estar atentos as nossas crianças de um modo geral... Pois hoje a droga atinge a todos. Geralmente é através das "amizades" que elas chegam as mãos de tantos inocentes.
    Esse é o verdadeiro mal do século!

    Um beijo carinhoso para você!

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!