segunda-feira, 23 de maio de 2011

2 x 0 pra os alunos

Agora é fato, foi aprovado o livro polêmico sobre a linguística brasileira "Por uma vida melhor".
Não li o livro, mas é mais ou menos assim: não é errado você falar de um jeito e escrever de outro, ou seja, pode falar errado mas tem que escrever certo, quer dizer, aprenda a escrever e fale como achar melhor, etc...
Veja o link da notícia http://noticias.bol.uol.com.br/educacao/2011/05/21/associacao-brasileira-de-linguistica-defende-livro-do-mec.jhtm
Eu não sabia que precisava de livro pra aprender isso. Quem nesse mundo, numa conversa descontraída fala corretamente o português? Fica até meio chato uma pessoa assim.
Mas se você, por exemplo, precisar ficar diante de um juiz, de um professor renomado, de um gerente de RH pra aquele cargo tão almejado, vai falar como? Se você não se acostuma a pronunciar corretamente, pelo menos treinar durante toda uma vida, na hora vai conseguir falar como tem que ser? Ou vai tratar esse pessoal como seu amigo de boteco? Não que sejam melhores que os outros... longe disso, mas pra tudo tem lugar e hora. E se você não pratica diariamente como vai fazer? Decorar na hora como falar?
Aqui no Brasil infelizmente as coisas funcionam muito bem no papel.
Lembram quando os infelizes implantaram a progressão continuada? Aquela em que o aluno estudando ou não vai passar pra próxima série? O que aconteceu com o ensino depois disso?
Alunos que mal sabem ler, que não conseguem interpretar texto, que não exercitam o cérebro a pensar e tirar suas próprias conclusões. Mas não é exatamente isso que os governantes querem?
Isso sem falar do total poder que os alunos têm agora, que acham que podem fazer tudo, ou fazer nada, já que tanto faz, vão passar mesmo.
É lamentável, isso é um horror.E ainda os governantes defendem dizendo que o aluno tem que ter oportunidades, com aulas extras, reforços e o escambal. Os filhos desses governantes por acaso estudam em escola pública?
No meu tempo de escola pública, tempo em era a elite da cidade, orgulho, a média pra se passar era 7 pontos, hoje é 5. E final de ano se não alcançasse repetia o ano, Podia ficar de recuperação em 2 matérias, passando de ano. E hoje, tanto faz, quem tem consciência estuda, mas quem não tem, só vai à escola.
Daqui a pouco vão criar cotas em faculdades pra gente que fala errado, por conta da lei, pra não serem discriminados.
Esses são os futuros profissionais do país.
O tempo muda, a tecnologia avança e o estudo cada vez menos... Ao invés dos alunos se adequarem ao estudo, o estudo é que se adequa aos alunos.
E deu no que deu... Meu Deus, isso sim é o fim do mundo!

4 comentários:

  1. É.. foi aprovado.
    Infelizmente.
    Só no Brasil acontece essas coisas...
    No BRasil que não é necessário título de eleitor para votar, não precisa estudar para passar e não precisa ser rico para pagar fortunas de impostos.
    E qualquer coisa didática é publicada nos meios oficiais do governo.
    Enfim... vamos seguindo..
    arriba?
    Besos

    ResponderExcluir
  2. Eu fico revoltada pelos meus filhos e pelos jovens que ainda não têm consciência do que está acontecendo.
    Bsos.

    ResponderExcluir
  3. olha, eu não seria contra a aprovação desde que o povo falasse beeeeeem que é uma beleza a língua portuguesa. senão valida-se toda a forma de erro, todo mundo pode dar a mesma desculpa.

    português é uma língua difícil. eu mesmo tenho mtas dúvidas, escrevo tudo "por intuição" rs.

    enfim, governantes sempre prestam um mal serviço no que se refere à educação, é algo impressionante!

    boa semana pra vc, Clara!

    ResponderExcluir
  4. Alexandre, eu acho que só os feras mesmo é que sabem tudo da língua portuguesa, que eu tbm gosto, e o governo está interessado em manter o aluno na escola pra não ficar na rua, só isso. Aí os pais podem trabalhar e contribuir com os impostos caríssimos.
    Boa semana pra vc tbm!

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!