amazon

amazon
amazon - clique na imagem

domingo, 27 de setembro de 2015

Rock in Rio 2015



Queen voltando, uns gostando e outros inconformados, mas é bom ouvir ao vivo. Eu gostei. Fred Mercury faz muita falta e, claro, é insubstituível.


A música com toda sua magia une pessoas, une culturas, mundos...


E o reencontro emocionante...


E Lulu Santos... ai, ai...



Música é vida! Ouça música, sempre, se possível o tempo todo, cante baixinho, cante em pensamento, chore, divirta-se!

E uma ótima semana a todos!

domingo, 13 de setembro de 2015

A Vida é Muito Curta


De repente nos deparamos com gente querida morrendo... Como se não soubéssemos que existe a morte.

E quando envelhecemos, é um dia a menos que temos e a certeza de que a morte está próxima.

Quantas coisas deixamos pra trás, e que agora não temos certeza de que ainda nos resta tempo pra fazê-las?

"Viva como se não houvesse amanhã", disse alguém. Mas não somos assim. Vivemos como sempre vivemos, um dia de cada vez, ou pensando no passado, ou no futuro.

E a vida realmente é muito curta, quando pensamos nela.

Não bate um desespero? Ou uma vontade de mudar de tudo? Ou correr atrás? Ou lamentar? Ou seguir em frente, enfrentando tudo? Correndo? Meu Deus, não vai dar tempo!

E a vida continua... A passos lentos, mas tão rápidos que nem percebemos.

O que levamos daqui? Quem amamos? Quem perdoamos? Quem ignoramos?

Meu Deus, será que ainda dá tempo?

E aquele amor de anos e anos, que não vivemos, que nos afastamos por simplesmente amar? Amor que nos permitimos terminar, mesmo amando muito, mesmo fazendo parte de nossa vida por todos esses anos... E que as lembranças nos alimentam e nos dão a certeza de que um dia sim, amamos alguém, que não está ao nosso lado, mas que existe. Amamos e deixamos livre... Amamos e sempre amaremos. E é esse amor que levaremos...

Respirar fundo e viver, como se a qualquer momento tudo por aqui se acabar.

Espalhe o amor, o harmonia, por onde for. E tudo isso nos acompanhará por onde formos.

Boa semana a todos!

domingo, 6 de setembro de 2015

Podemos Escolher


Ouvindo Padre Fábio de Melo, ele falava de Jesus e das escolhas que Ele fez sobre os doze discípulos.

Jesus vivia rodeado de pessoas, mas escolheu doze para acompanhá-lo, sem necessariamente serem os doze melhores, ou os doze bonzinhos e corretos. Nas palavras do Padre, Jesus sentiu medo de ficar sozinho e pediu que durante a noite, enquanto dormiam, um ficasse vigiando, e revezariam até o dia clarear.

Bem, tudo isso chegamos à conclusão de que podemos escolher quem queremos para conviver.

Existem pessoas agressivas, que se sentem no direito de humilhar, agredir, enfim, pessoas que não têm tolerância de convivência. Precisamos tolerar quem nos agride? Não!

Do mesmo modo que não temos o direito de agredir e querermos ser tolerados pelos outros.

O grande segredo dessa vida não é tolerar quem nos faz mal, e sim perdoar, apesar das agressões, quem nos faz mal. Não sentir ódio, raiva e nem desejar o mal da pessoa. Perdoar é um dos gestos mais difíceis que temos que ter, mas possível sim. E mesmo tendo agressores no nosso convívio, não significa que temos que aceitar e colocar nas costas todo o lixo que nos é imposto. Perdoar e ignorar. Difícil!

Não absorver o que de mau nos falam. Não pegar para si as culpas que jogam na nossa vida. Não permitir que palavras mal-ditas nos atrapalhem o dia a dia. E mesmo convivendo com as amarguras de outras pessoas mesmo sendo as que não podemos simplesmente descartar, como pais, avós, filhos, não revidar. Perdoe assim mesmo. Para outras pessoas sem nenhum vínculo, melhor é se afastar. Perdoe, o que não significa continuar convivendo com ela. Não cultive mágoa... Isso só atinge quem sente a mágoa.

Ninguém é obrigada a ouvir desaforos ou "verdades", mas também não é louvável devolver com a mesma moeda as agressões. É como jogar lenha na fogueira e é justamente essa atitude que o agressor espera de nós.

Ter paciência, tolerância, saber relevar e perdoar... Calar-se na hora da raiva, contar até dez, deixar pra lá, ignorar... Como é difícil tudo isso!

O mundo está tão sangrento, tão cruel e violento, que se fizermos nossa parte distribuindo paz e tolerância, pelo menos ao nosso redor há de melhorar. Não temos o poder de mudar as atitudes alheias, mas podemos nos mudar e fazer do nosso espaço um ambiente tranquilo.

Uma ótima semana a todos!