amazon

amazon
amazon - clique na imagem

domingo, 13 de setembro de 2015

A Vida é Muito Curta


De repente nos deparamos com gente querida morrendo... Como se não soubéssemos que existe a morte.

E quando envelhecemos, é um dia a menos que temos e a certeza de que a morte está próxima.

Quantas coisas deixamos pra trás, e que agora não temos certeza de que ainda nos resta tempo pra fazê-las?

"Viva como se não houvesse amanhã", disse alguém. Mas não somos assim. Vivemos como sempre vivemos, um dia de cada vez, ou pensando no passado, ou no futuro.

E a vida realmente é muito curta, quando pensamos nela.

Não bate um desespero? Ou uma vontade de mudar de tudo? Ou correr atrás? Ou lamentar? Ou seguir em frente, enfrentando tudo? Correndo? Meu Deus, não vai dar tempo!

E a vida continua... A passos lentos, mas tão rápidos que nem percebemos.

O que levamos daqui? Quem amamos? Quem perdoamos? Quem ignoramos?

Meu Deus, será que ainda dá tempo?

E aquele amor de anos e anos, que não vivemos, que nos afastamos por simplesmente amar? Amor que nos permitimos terminar, mesmo amando muito, mesmo fazendo parte de nossa vida por todos esses anos... E que as lembranças nos alimentam e nos dão a certeza de que um dia sim, amamos alguém, que não está ao nosso lado, mas que existe. Amamos e deixamos livre... Amamos e sempre amaremos. E é esse amor que levaremos...

Respirar fundo e viver, como se a qualquer momento tudo por aqui se acabar.

Espalhe o amor, o harmonia, por onde for. E tudo isso nos acompanhará por onde formos.

Boa semana a todos!

7 comentários:

  1. Uma linda reflexão e esse tema, perda de quem gostamos me angustia muito...bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Clara,
    Amei o seu post. Esse final de semana mesmo fiquei pensando nesse assunto. O tempo que passa rápido demais, a vida que é curta demais... E que deixamos de viver intensamente tantas coisas. Fico as vezes com raiva de mim por me deixar passar tantas coisas pela vida...
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  3. A vida aqui é muito curta, posso falar,pois muito já vivi. Creio, porém que devemos viver um dia de cada vez, tentando equilibrar a emoção com a razão. Um dia daqui sairemos , mas não devermos nos preocupar, pois Deus estando em nosso coração só a felicidade nos acompanhará e viveremos uma nova vida de muita paz .

    ResponderExcluir
  4. Olá, querida Clara
    Às vezes, tenho a impressão de que vai haver uma mudança radical onde prevalecerá o amor e a partilha... oxalá seja assim!!!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  5. Linda e verdadeira mensagem, Clara querida.
    Linda tarde para t.í
    Beijinhos mil de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  6. Uma reflexão que nos é constante. Viver e morrer, seguir em frente enquanto há vida. bjs

    ResponderExcluir
  7. Depois de um certo tempo de vida a gente começa a colher estas perdas e sentimos o quanto somos ainda pequenos diante da morte. Ainda que conviva com ela desde pequeno, a cada perda de pessoas amadas é um soco na boca do estomago.
    Abraços amiga.
    Beijos

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!