segunda-feira, 14 de julho de 2014

Cena de Filme

Uma Linda Mulher


      O silêncio foi quebrado por um sussurro vindo do banheiro. Parou para ouvir melhor e não conseguiu entender do que se tratava. Calmamente abriu a porta e se deparou com a mais linda mulher deitada na banheira, com espumas brancas como algodão a lhe tocar, a lhe acariciar a pele macia, a lhe envolver o corpo perfeito e perfumado. Estava de olhos fechados e distraidamente cantava com os fones nos ouvidos. Tinha a certeza de não ser observada e nem interrompida. Se entregava à melodia com trejeitos esquisitos que ele não conseguia decifrar qual música seria aquela que encantava a linda mulher.

      Ah, se todos os homens pudessem ter a visão do paraíso seria essa a visão perfeita para um fim de tarde. Cabelos molhados, sem maquiagem e uma voz sem afinação nenhuma cantava como se nada de ruim pudesse acontecer naquele momento.

      Ainda admirando a bela cena, por um instante deixou de prestar atenção na música e tentou adivinhar seus pensamentos. O que uma mulher linda pensaria enquanto estivesse numa banheira de espumas perfumadas? Logo o sonho se acabaria e a vida da moça de programa voltaria ao que era antes. Que importância teria tudo isso se agora ela se perdia na letra da música e na maciez das espumas que nunca mais tocariam seu corpo? Vivia intensamente aquele instante sem pensar que tudo não passava de uma ilusão. Uma doce ilusão. Não sabia que aquele homem que a contratou e que encantado estava naquele momento já não queria que ela saísse de sua vida. Já estava envolvido o suficiente para encarar um passado que condenava, mas que o futuro seria encantador ao seu lado. Já não imaginava sua vida sem ter, vez ou outra, uma visão maravilhosa como essa quando voltasse para casa depois de um dia cansativo.

      Ela abriu os olhos e, envergonhada, sorri, perguntando se ele estava por perto há muito tempo. Mesmo com toda sua sutileza ela percebeu o encantamento nos olhos dele. E um pouco de paixão também, mas não pensou nesta possibilidade. Afinal contos de fadas são só contos de fadas. E enquanto não chegasse o "e viveram felizes para sempre" ele se jogou na banheira e ficaram os dois, abraçados, na água morna.

      Fim... Mas o filme continua...


9 comentários:

  1. Lindo e o filme estava apenas iniciando, com certeza!!! beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um filme inesquecível! Quem não queria estar nos braços do Richard Gere, Chica? Heim? rsrs
      Beijos

      Excluir
  2. Olá Clara!
    Essa cena é inesquecível...

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, antológica! Gosto muito!
      Beijos, JAN

      Excluir
  3. Este filme é perfeitamente lindo....

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um filme que eu assisto várias e várias vezes e não me canso. Adoro!
      Abraços!

      Excluir
  4. Clara Lúcia

    Eis um verdadeiro conto de fadas, Faltou serem felizes para sempre,
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No filme acho que eles foram sim, mas na vida real, não sei... o que acha?
      Abraços!

      Excluir
  5. Olá, querida Clara
    Gostei muito do filme citado... muito linda a história!!!
    Aprendi, com a triz, no final do filme que nunca devemos desperdiçar o nosso potencial... foi o que me marcou...
    Bjm fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!