amazon

amazon
amazon - clique na imagem

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Cortella

Já disse que sou fã desse homem. Mário Sergio Cortella, filósofo, educador e escritor. O que ele fala tem que ser ouvido com muita atenção. Uma palestra inteira pra quem tem paciência de ouvir o óbvio e não percebe. Se não quiserem, vejam o vídeo dois que achei fantástico.
Tudo isso que ele fala é muito sério. Que bom que sou daquele tempo em que educação e respeito era aprendido em casa, e que as coisas têm um custo e que conseguir o que se quer com mérito e competência não tem preço que pague. E que amor, carinho, limites e presença são essenciais para o desenvolvimento do ser humano.
Assistam!





Não nascemos prontos. Somos feitos ao longo do tempo. Acredito muito no caráter do ser humano. Se for bom caráter, não há influência, ou amizade, ou ambiente que faça mudar seu caráter. O mesmo acontece com o mau. Não há bondade, conselho, exemplo, amizade, ambiente que faça mudar seu caráter. Pode-se sim viver normalmente mas ao menor vacilo ou tentação o mau caráter vai se mostrar, nem que seja numa mínima atitude.
Podem concordar ou discordar, claro! Opiniões são sempre bem-vindas.

Um ótimo fim de semana pra todos!


3 comentários:

  1. É isso Clara, o caráter da pessoa responde por muito de sua vida. Acredito que o caráter pode ser melhorado, recuperado, de certa forma moldado. Não em sua plenitude, mas um pouco apenas. Bjs Marli

    ResponderExcluir
  2. Oi Clara querida, o caráter é o nosso reflexo. Como bem falou Jesus, conhecemos a arvore pelos frutos que ela dá. Vou assistir os vídeos assim que tiver um tempinho extra. Salvei e coloquei em favoritos.
    Uma excelente semana para ti.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito dele também e o caráter se mostra desde pequenos...Podemos tentar melhorar, ensinar, mas se a coisa não der certo, logo, logo, se mostra de verdade! bjs,chica

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!