amazon

amazon
amazon - clique na imagem

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

O Segredo de Lisa Miller


Última Blogagem Coletiva do blog Café Entre Amigos. 
Vamos participar? Cliquem AQUI!

      Depois que todos foram se deitar, Lisa, descalça, caminhou na ponta dos pés para não fazer ranger o assoalho antigo do casarão da família Miller, abriu a porta e se foi, sem rumo.

      A noite estava fria, mas não caía neve, apenas uma neblina densa que dificultava enxergar a estrada coberta por flocos brancos, porém sujos e escorregadios. As botas pesadas de Lisa Miller ajudavam-na a caminhar sem se estabacar no chão e chamar a atenção de algum possível andarilho que sempre passava por aquela região. Lisa, já sabendo que exatamente naquele dia o clima estaria bom, não titubeou e seguiu seu destino.

      Desde que nascera, Lisa era uma criança especial. Com dons capazes de quebrar qualquer pedra de um coração duro e rabugento. Bastava um sorriso daquela criança e a pessoa já se derretia toda colocando para fora seu lado mais amoroso e terno. Não havia quem não se encantasse com a pequena Lisa, gorduchinha e de bochechas rosadas. Os olhos puxados e melancólicos davam a impressão de tristeza, mas nunca ninguém vira Lisa chorar por sofrimento. Chorava sim, como toda criança, mas por dor, por algum tombo, algum arranhão ou algum corte no dedinho miúdo. Inocente demais, pura ao extremo, mesmo com a indiferença de sua mãe, conseguia amá-la e acarinhá-la, sabendo que logo após levaria uma bronca e um puxão de orelha, dos fortes, provocando um vermelhidão ardido. Lisa olhava para a mãe, com piedade, se afastava segurando as orelhas com as pequenas mãozinhas frágeis e ia chorar na sua cama, que ficava num canto da sala, pois na casa não havia acomodações suficientes para todos. Os outros irmãos, todos homens e mais novos que ela, dormiam com os pais. Lisa, desde bebê, fora acostumada a dormir sozinha, na imensa sala com poucos móveis.

      Cresceu, conseguiu arrancar a pedra de gelo do coração da mãe, que se tornou voluntária num orfanato, e se foi.

      No caminho, naquela noite escura e não tão fria, Lisa Miller parou, observou se havia alguém por perto, olhou para a lua que brilhava imponente no céu estrelado, fechou os olhos e abriu os braços. Num sopro, os braços viraram asas, suas roupas comuns se transformaram numa camisola comprida e branca, brilhante como uma estrela, os cabelos se alongaram e ficaram ruivos, da cor do fogo e Lisa começou a flutuar.

      Sua missão estava cumprida. Viera especialmente para a redenção de um anjo do demônio que teimava em permanecer na Terra, há centenas de encarnações, arrancando todos os fetos que germinavam em seu ventre. Lisa Miller tinha como missão quebrar a ruindade daquela alma, com amor, atenção, afeto e caridade, até que a luz Divina invadisse sua alma e transformasse numa mãe caridosa, para muitos filhos, quase todos do coração. Assim fez, assim Lisa se foi!

      Não sentiriam sua falta, pois todo o histórico de sua passagem pela Terra seria apagado e ninguém nunca saberia que um dia existiu uma garotinha tão doce como um pão da vovó salpicado de açúcar de confeiteiro, que quando encostava na boca se lambuzava e grudava nos lábios, que depois se transformava no beijo mais doce que alguém poderia ofertar. Essa era Lisa, um anjo do amor.

      Fim.

24 comentários:

  1. Que lindo Clara gostei muito dessa Blogagem
    eu tbém fiz a minha, achei bem interessante
    esse tema de hj , ficou um swhouuu parabéns
    abraços d eum dia feliz

    Bjusss

    _____________Rita!!!

    ResponderExcluir
  2. Noooooossa! Parabéns e que lindo anjo que era Lisa! O mundo precisa de anjos assim! LINDO! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Olá ! Estou passando para falar que eu tenho um selo para você !
    É só pegar nesse link: http://maosecrets.blogspot.com.br/2013/11/links-parceiros-os-melhores-blogs-da.html
    Tenha um bom dia !

    ResponderExcluir
  4. Menina!! que coisa mais linda é essa???Amei do começo ao fim.
    És uma grande escritora!! Vai em frente pois talento é o que não te falta. Meus sinceros parabéns!!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, Clara Lúcia
    É a primeira vez que aqui venho, (conheci-a no Coogle+), e deparo-me com um conto maravilhoso.
    Fiquei até comovida! Talvez porque adoro Anjos, e tudo que com eles se relaciona.
    Dei uma olhada, rápida, ao seu espaço e agradou-me muito.

    Vou me fazer sua seguidora, para não lhe perder o rumo...
    Entretanto, se quiser visitar-me, dar-me-á muito prazer.

    Beijinhos
    Mariazita
    (Link para o meu blog principal)

    ResponderExcluir
  6. Oi, Clara!!
    Uma história fantástica! E bem poderiam existir anjos como esse habitando entre nós ou será que eles estão por aqui? :)
    Boa blogagem!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  7. Parabéns! Que lindo texto! Gostei muito, uma excelente história.
    Beijos
    Lita

    ResponderExcluir
  8. O Clara que linda história! História de redenção pura, Parabéns! Também estou preparando minha Lisa e seu mistério. Tchan! Tchánnnnnn!!!! O que será hein?
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Uma história encantadora e que demonstra, que cada vez, você escreve maravilhosamente melhor.Gostei muito!.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Belíssimo conto, cheio inspiraçao e magia...

    Abçs

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente surpreendente Clara adorei....arrasou!!!!
    Ela era um anjo que inspiração maravilhosa a sua.

    ResponderExcluir
  12. Uauuuu que diferente parabéns lindo!!!!

    ResponderExcluir
  13. Nossa parabéns, que conto lindo, como disse a maria eduarda uauuuuuuu..rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  14. Oi, Clara!!
    Que história bacana! Fico aqui imaginando uns anjinhos assim juntos de nós..., quem sabe... Bjs. Marli

    ResponderExcluir
  15. Meus queridos que tão gentilmente comentaram esse post, esse conto, e que escreveram tão carinhosamente... Muito obrigada!

    Na medida do possível retribuirei a todos!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Estou surpreso que criatividade achei lindo mesmo.

    ResponderExcluir
  17. Lindo demais, Clara! O mundo precisa desse anjo para quebrar os grilhões e libertar o corações mansos e puros que há dentro de cada um de nós!
    Linda participação, parabéns!
    Bjs
    www.viveraprendendo.com

    ResponderExcluir
  18. Sempre arrasando, né Clara!?
    Bravo!
    Beijinhos mil de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  19. Clara,vc é demais,menina! Partiu para o surreal e ficou maravilhosa sua história! Eu adorei! bjs,

    ResponderExcluir
  20. Que história bonita! Só poderia ser um anjo para que não ficasse magoada com a mãe. É uma mensagem de amor e paz! Gostei!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  21. Oi Clara!
    Interessante e criativo o seu conto e o desfecho é surpreendente, diferente demais de tudo que já li nessa blogagem. Parabéns!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Olá Clarinha.

    Muito lindo o teu conto. É dos mais lindos que li e acho que também o mais criativo. Curioso termos tido ideias semelhantes! ;) Lisa Miller, um anjo de amor.
    Parabéns!

    Desculpa por nunca mais ter vindo aqui, fui forçada a ausentar-me devido a problemas informáticos. Mas estou de volta.

    Beijos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.pt/2013/12/o-segredo-de-lisa-miller.html

    ResponderExcluir
  23. Na impossibilidade de dirigir a cada amiga/o uma mensagem de Natal personalizada, escrevi umas palavras muito simples mas bem significativas do meu sentir:

    “Neste Natal gostaria de trazer-te:
    O verde da árvore – a cor da Esperança;
    E, das bolas coloridas:
    - O vermelho – a cor do meu Amor fraterno;
    - O azul – a cor da suavidade dos Anjos;
    - O dourado – a cor da prosperidade que te desejo;
    - O roxo – a tristeza que sinto quando não te vejo;
    - O branco – A Paz que quero para a tua vida.
    No tanger dos sinos ouve a minha voz pedindo protecção para ti e toda a tua família.
    Seja onde for que te encontres deixa-me ser um pouco do teu Natal.
    Mas… acima de tudo, desejo que, na tua noite de Natal, o “Menino” não tenha que perguntar:
    - Então e eu? - (V. minha postagem de 27/12/2009 – NATAL DE QUEM?)

    Mil beijos natalícios
    Mariazita
    (Link para o meu blog principal)

    ResponderExcluir
  24. Gostaria de partilhar contigo a minha postagem de hoje, dia 14/01/14, no meu blog http://acasadamariazita.blogspot.pt/
    Desde já o meu “Bem hajas”!
    Beijinhos
    Mariazita
    (Link para o meu blog principal)

    PS – Desculpa o “copy & paste”

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!