amazon

amazon
amazon - clique na imagem

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Vida de autor


E Perséfone se casou! E ficou linda vestida de noiva!

Depois de uma enxurrada de críticas ao autor da novela Amor à Vida, de Walcyr Carrasco, Rede Globo, 21 h, finalmente a gordinha rejeitada se casou. Contrariando a família do noivo, passando por cima das chacotas dos amigos, ela realizou o sonho de um conto de fadas. Agora só aguardar o que virá pelos próximos dias.

A vida de um autor não deve ser fácil. Todos os dias escrever mais de trinta capítulos, com muitas personagens, tudo interligado, e ainda por cima receber críticas e mais críticas, não é para qualquer um não.

Com a velocidade das informações pelas redes sociais, em questão de segundos um assunto vira polêmica. E a polêmica foi a personagem Perséfone, por ser gordinha, ser motivo de chacota por muitos.

Mas isso não acontece por aí? Talvez ninguém saiba, mas infelizmente ainda existe o preconceito. E não é só com gordinhos, mas qualquer coisa fora do padrão sofre preconceito. Falam sim, pelas costas, um para o outro, riem, criticam, e talvez nem a vítima fica sabendo. Mas quem nunca esteve numa rodinha de amigos e algum comentário maldoso foi o foco do assunto?

Na novela esquecem de que se trata de personagens e não de uma biografia de uma pessoa real. Novela nada mais é do que uma história, muitas vezes baseada em livros, visualizada.

Não acredito que se todos os gordinhos, ou todos os negros foram totalmente bem aceitos ou bonzinhos nas novelas, nas ruas e no dia a dia também serão. E não são só gordinhos e negros. Tem os magros, os loiros, os míopes, enfim, é da natureza humana fazer algum tipo de piada um com o outro. Acho que cabe a nós, se tivermos algum "defeito", e é claro que temos, sabermos levar numa boa, sem nos ofendermos. Mas caso a ofensa seja humilhante, aí é outra história, cabendo até processo por difamação.

Então, por que não deixar o autor montar sua história como ele imagina e nós apenas assistirmos ou não, caso não nos interessa?

Ainda sobre essa novela, e o casal de idosos que estão batendo as pestanas um para o outro? Quer coisa mais natural do mundo? O amor não modifica com os anos. A mesma emoção, o mesmo brilho nos olhos, o mesmo frio no estômago, enfim, como adolescentes, se entregam ao amor. Por que não?

Luthero e Bernarda - amor não tem idade



19 comentários:

  1. Fiquei torcendo pra que eles se casassem e agora torço pros dois velhinhos. Aliás, ontem ela poderia ter convidado o amigo pra entrar,rs... beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito fofos esses velhinhos... e os atores estão um espetáculo! Também torço pra eles.

      Beijos, Chica!

      Excluir
  2. Torço sempre pelo amor, seja qual for a idade, peso, genero, numero, grau... E é mesmo, deve ser mega dificil ser autor de novelas aqui no Brasil. O tanto de críticas nas redes sociais! Uau!!! O bom é que temos sempre assunto polêmico para conversar! :)
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As críticas são bem pesadas e algumas até faltam com o respeito. É bom ter assunto polêmico, mas penso que não deve ser agradável um autor ler tanta crítica sem noção na internet.

      Beijos

      Excluir
  3. Boa Tarde Clara

    Eu torço pelo AMOR independente da idade, acho que AMAR é sempre o melhor remédio para tudo e por que não duas pessoas idosas que resolveram se entregar novamente ao Amor depois de tantos anos de solidão ?

    Eu detesto essas criticas maldosas e pesadas mostra o quanto a pessoa que faz esse tipo de critica é frustrado, eu só lamento.

    Achei lindo o casamento a noite de núpcias foi uma delicia acho que hoje em dia falta isso um sentir a sensibilidade e o amor do outro e ontem os atores foram magnificos em cena parabens a todos eles.

    As pessoas nas redes sociais perderam o senso de respeito ao proximo eu já vi cada critica atores e autores que fico de queixo caido onde está o respeito ao próximo, não julgues se não queres ser julgado não é mesmo ?

    Eita hoje tô inspirada rsrsr. Beijos Clara

    Janaina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tudo isso mesmo, Janaína, disse tudo!
      É gente que se acha o dono da razão e se vê no direito de agredir verbalmente o outro, sem ao menos ter um bom senso.
      Eu não gosto de ficar lendo essas coisas... prefiro ficar quieta no meu lugar.

      Tá inspirada mesmo!
      Beijos

      Excluir
  4. Preconceito é horrível mas existe, sim
    Hoje você, para ser aceita pela sociedade, tem que ser "perfeita"
    Tem que ter um corpo escultural, cabelo liso, ser jovem e por aí vai
    O amor, o respeito e a boa educação estão em desuso
    Pena!
    Um beijão para ti, Clara
    Bom final de semana
    Com carinho
    Verena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente é assim mesmo, Verena...
      O que a gente vê por aí, principalmente quem está longe e não tem rosto, é uma agressividade de graça, sem respeito nenhum pelo próximo. Um horror!

      Beijos, querida!
      Bom fim de semana pra vc também!

      Excluir
  5. Há um bom tempo que não assisto TV... Vejo vários comentários no FACE. Sem chance de ver um meu rsrsrsrsrs. Mas conheço uma história bem real, meu irmão todo malhado, sarado, casado com uma gordinha com cintura de pilão (vero) tem mais cintura que muitas magras, ele diz que só gosta de mulher fofinha, magra ou o tipo padrão da sociedade tupiniquim com ele não tem vez.
    Clara, neste FACE a gente encontra todo tipo de figura, preconceito e falta de respeito com o próximo rola direto. Uso mais para divulgar meu trabalho, a cultura e identidade da minha região, as vezes compartilho coisas das amigas que acho interessante.

    Bjos e ternurassss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Bia, tem gosto pra tudo! Esse preconceito é que é horrível!
      E o povo fala mesmo, pelos cotovelos, se achando o todo poderoso da perfeição. Um horror!
      No face, se não gosto das postagens da pessoa, não leio ou então bloqueio no feed.Aí não vejo nada.

      Beijos, linda!!!

      Excluir
  6. Clara, infelizmente não assisto e por isso não posso opinar sobre a novela. Mas posso opinar sobre as questões que você colocou. Quanto ao preconceito, ele existe e é real. Uma pena que ainda exista, tomara que um dia acabe. Quanto ao amor entre os idosos, é óbvio que o amor não tem idade, mas o preconceito acha que sim. Creio que essa abordagem do autor na novela, tem por objeto exatamente trazer à tona a questão do idoso, do amor e do preconceito. Mexer um pouco com as pessoas, "abrir-lhes" as cabeças para essas questões onde é só o preconceito que faz as pessoas sofrerem. E tudo poderia ser tão diferente...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que eu vejo, Marli, qdo se trata de idosos, é que todos querem tomar conta da vida, dar palpites, enfim, estipular se eles devem ou não se envolver ou se casar com tal pessoa. Chega a ser ridículo, mas é assim mesmo.
      Tomara que a novela realmente abra a cabeça das pessoas.
      Beijos

      Excluir
  7. Clara!
    Fico triste apenas porque o autor deturpou um pouco, ou acentuou, a vida de uma pessoa gorda, nem todos sofrem como a Pe.

    Obrigada por visitar o blog, sua visita é sempre bem vinda!
    Desejo que seu final de semana seja carregadinho de alegrias, muita luz e paz no coração!
    cheirinhos
    Rudy
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!
    " Agradeço tudo aquilo que está na minha vida até neste momento, incluindo até as dores. A nossa compreensão do universo ainda é muito pequena, para julgarmos o que quer que seja da nossa vida."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Rudy, nem todos sofrem, mas alguns sofrem. Talvez sejam esses poucos que o autor quis descrever. Criou uma personagem que sofre preconceito. Não achei exagero, enfim, as opiniões são muitas.

      Uma linda semana, querida!

      Excluir
  8. Clara,tem razão!Vida de autor deve ser um inferno!...rss...cada um que vê na rua sugere um jeito de escrever e mudar a vida dos personagens! Não assisto essa novela mas gostei do assunto e é muito bom quebrar tabus e mostrar a gordinha se casando, de branco e tudo mais! Excelente texto! bjs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha filha é gordinha, Anne, é não tem problema com isso mesmo sabendo que corre o risco de falarem dela. E é linda!!! Uma boneca!

      Beijos

      Excluir
  9. Bom dia amiga Clara, uma excelente e produtiva semana pra ti.
    Abçs e paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Milton!
      Uma linda semana pra vc também!
      Abraços!

      Excluir
  10. Clara, não faço ideia de que novelas está a referir-se porque não assisto (suponho que de qualquer forma ainda demore uns meses a passar em Portugal), mas o assunto "preconceito" diz-me muito. A minha mãe é branca, o meu pai era mulato. Portanto, sou um pouco mais morena que outros portugueses e, por isso, muitas vezes fui discriminada na infância.
    É triste mas, infelizmente, é este o mundo em que vivemos. Tento que o meu filho tenha auto-confiança suficiente para superar quaisquer circunstâncias do género (porque usa óculos, ou outra coisa qualquer), porque preconceito sempre haverá, só a forma que nos afecta pode ser trabalhada.

    Excelente post.
    Beijinho, uma doce semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!