quarta-feira, 15 de maio de 2013

Angelina

Notícia do Uol, clique AQUI!


Linda, famosa, rica, talentosa, casada, mãe... e sensata! Não tem outra palavra para definir a atitude de Angelina Jolie.

Assustamos quando lemos uma notícia dessa. Tirar os dois seios por prevenção...

A mãe dela morreu com câncer de mama, e as chances dela desenvolver o câncer eram enormes. E pela sensatez, se preveniu antes que acontecesse o pior. Talvez nem aconteceria, mas o cauteloso morreu de velho (não é bem assim o ditado, mas esqueci as palavras certas).

Numa época em que se idolatra o corpo, super esculpido a cirurgias, academias e anabolizantes, uma mulher linda e que é símbolo sexual, se "mutila" para não correr o risco de passar pelo que a mãe passou.

Não sei se teria coragem, acho que não. Aqui no Brasil não se trata com prevenção e sim com doenças, e eu estou nesse grupo que só toma remédios quando a situação já está instalada. Um erro!

Um caso para se pensar, não só em câncer, mas em tudo, todas as doenças que provavelmente aparecem com a velhice, com o passar dos anos. Não custa nada levar um vida saudável, com bons hábitos alimentares, sem exageros, se cuidando, para garantir uma velhice sem sofrimentos, sem muitos remédios e sem fazer a família sofrer junto.

Parabéns, Angelina! Você sim é uma guerreira que dá valor ao que realmente merece valor.

*********************************

Bem, voltando para colocar esse link AQUI!. Então... como nada é por acaso e nada é de graça, tinha que haver algo de podre por trás de todo esse auê da Angelina. Famosa, rica... e quem diria, heim? Colaborando para amedrontar as mulheres da América. Leiam o texto que é muito interessante e cercado de informações que a gente nem imaginava. Em nossa humilde ignorância, não procuramos saber o que realmente há por trás de tudo isso. Leiam!

************************

Luma Rosa, na sua vasta sabedoria e cultura, deixou esse comentário aqui que foi de muita importância para completar o post.
Obrigada, Luma!

Oi, Clara!
Li o texto que ela publicou no New York Times e que foi repercutido aqui no Brasil. Acho que ela tomou uma atitude prática devida a alta porcentagem dela no futuro desenvolver o câncer de mama. Ela fez o exame de dna, que a maioria dos mortais não tem dinheiro para fazer. Ao constatar, retirou as mamas e já está com a mama reconstruída. Não vejo ato de bravura, já que muitas mulheres, mesmo sem ter câncer, faz procedimento quase igual. A diferença é o esvaziamento dos dutos mamários perto do mamilo. Corajosas são as mulheres que dependem do governo para atravessar essa doença quando ela é diagnosticada. Aqui no Brasil, como medida preventiva, os médicos indicam a mastectomia quando a mulher tem mais de 35 anos e tem histórico familiar de tumores na idade jovem.
A mídia alardeia porque ela é famosa. Se esse exame de dna fosse gratuito, aposto que todas nós iríamos entrar na fila para fazê-lo e ela não vai ficar mutilada, como escrevi acima, ela já está com a mama reconstruída e daqui 3 meses, sem cicatriz alguma.
Se eu soubesse que no futuro fosse desenvolver câncer de mama, lógico que iria retirar as mamas. Você não? 



Beijus,


29 comentários:

  1. Olá, Clara!!! Estava lendo sobre isso agorinha mesmo e me impactou uma frase que a Angelina disse: "Posso dizer aos meus filhos que eles não precisam ter medo de me perder para o câncer de mama". Pra mim, essa foi a frase da semana.

    E atitudes como essa realmente nos fazem pensar e refeletir sobre a vida e como estamos cuidando dela.

    Bjus e felicidades sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que pensar muito, mas nas condições dela, fez o que tinha que fazer.
      É bom refletir sobre a vida em geral, do modo como vivemos. Tem que se cuidar pra viver bem.

      Beijos, querida!

      Excluir
  2. É... interessante...

    Abraços e paz.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Clara.
    Ela é uma mulher de coragem, como você disse. E sabe amar!
    Grande abraço. Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui no Brasil eu não teria coragem. Mas nas condições dela, eu faria sim.
      Depois vê o comentário da Luma, que ótimo!

      Beijos

      Excluir
  4. É preciso de facto, muita coragem! Não é uma decisão que se tome de ânimo leve, até porque geralmente somos operados, quando já não há mais remédio...uma grande mulher!
    Beijos
    Lita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Lita, aqui no Brasil trata-se a doença e não a prevenção. Esse é o problema.

      Beijos

      Excluir
  5. Oi Clara!

    Eu vi a reportagem e achei uma atitude super corajosa. Achei que ela foi forte, sensata e usou a medicina ao seu favor.
    Achei honestíssimo o depoimento sobre as dificuldades e difícil decisão emails ainda a maneira como trouxe à público sua história.

    Beijos

    Selma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um exemplo que ela deu... mas nós todos estávamos pensando que ela ficaria mutilada. Não ficou! As mamas já estão reconstruídas e nem fazer diferença depois de um tempo.
      Bem diferente se fosse aqui no Brasil.

      beijos, querida!

      Excluir
  6. Clarinha, que coragem de Angelina, não é?
    Eu não sei se teria, mas aplaudo a atitude dela.
    Como você disse, podemos prevenir sem consequências futuras.
    Xeros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não teria também não, Aninha... mas se fosse construir a mama e nem ficar cicatriz, eu faria sim. Com dinheiro dá pra fazer qquer coisa, né? rsrsrs

      Beijos e xeros!

      Excluir
  7. Olá boa Tarde Clara, vejo vc sempre no Blog
    da minha filha Patricia, vim te conhecer, gostei
    de tudo por aqui.
    Esse post é muito bom, ajuda as mulheres a ter
    consciência do perigo, e se priviner, achei ótima
    a atitude dela, todo cuidado é pouco, parabéns
    pela postagem elogios pra vc
    Abraços com carinho
    Bjuss
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda, Rita!

      A Patrícia é uma querida!

      Nas condições aqui do Brasil, eu não faria. Mas se tivesse as condições dela lá, eu faria sem medo. Mas tô pensando assim depois do comentário da Luma, lá embaixo.

      Beijos

      Excluir
  8. Oi Clara, já tinha lido a reportagem e compartilhei no Face.
    Uma mulher que se preocupa em cuidar dos filhos seriamente, essa sim merece aplausos. Ela está pensando nos filhos, principalmente!
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela ficou com medo de passar pelo que a mãe passou. Isso dá medo mesmo e foi corajosa a atitude dela. Mas se não for ficar nem com cicatriz e a mama ficar perfeita, eu faria também.

      Beijos

      Excluir
  9. Rita Lee fez a mesma coisa e nem deu este ibope todo. Nos Estados unidos é comum as mulheres retirarem os seios para evitar o câncer. Esta cultura não chegou aqui por motivos financeiros.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Janice, engraçado que não me lembro desse detalhe. Ou não sabia. Acho que não sabia...
      Acho que repercutiu muito por causa das redes sociais. No tempo da Rita Lee a notícia não se espalhava tanto assim. Ou não faz muito tempo que a Rita fez?
      Tô bem por fora mesmo.


      Beijos

      Excluir
  10. Oi, Clara!
    Li o texto que ela publicou no New York Times e que foi repercutido aqui no Brasil. Acho que ela tomou uma atitude prática devida a alta porcentagem dela no futuro desenvolver o câncer de mama. Ela fez o exame de dna, que a maioria dos mortais não tem dinheiro para fazer. Ao constatar, retirou as mamas e já está com a mama reconstruída. Não vejo ato de bravura, já que muitas mulheres, mesmo sem ter câncer, faz procedimento quase igual. A diferença é o esvaziamento dos dutos mamários perto do mamilo. Corajosas são as mulheres que dependem do governo para atravessar essa doença quando ela é diagnosticada. Aqui no Brasil, como medida preventiva, os médicos indicam a mastectomia quando a mulher tem mais de 35 anos e tem histórico familiar de tumores na idade jovem.
    A mídia alardeia porque ela é famosa. Se esse exame de dna fosse gratuito, aposto que todas nós iríamos entrar na fila para fazê-lo e ela não vai ficar mutilada, como escrevi acima, ela já está com a mama reconstruída e daqui 3 meses, sem cicatriz alguma.
    Se eu soubesse que no futuro fosse desenvolver câncer de mama, lógico que iria retirar as mamas. Você não?
    Beijus,

    ResponderExcluir
  11. Luma, não sei se por ingenuidade, mas eu postei como a maioria dos brasileiros postaria. Pela nossa condição financeira aqui. Fiquei curiosa se ela colocaria prótese agora ou ainda não. Mas pelo que ela é, pelo que ela tem, é claro que não faria a menor diferença. Sou da turma da maioria daqui que se tivesse que fazer o tal procedimento, ficaria mutilada. Por isso disse que não faria só por prevenção.
    Obrigada, querida, sua informação foi de muita importância pra nós.
    Vou colocar seu comentário no post.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Clara!!
      De início desconfie quando li que os filhos não perceberam os procedimentos que ela passou e nem mesmo o pai, sabia que ela iria passar por cirurgia. Soube pelo noticiário... Quem faz uma cirurgia desse porte e vai trabalhar na semana seguinte? Mistério...

      Excluir
  12. Clara, como comentei ontem, no FB, não gostaria de tomar essa decisão que ela tomou.
    Mas já tinha lido várias notícias, de uns anos para cá, de pessoas jovens, aqui e lá fora, que fazem a cirurgia. Aqui no Brasil ela é feita, também, com sucesso. O procedimento é o mesmo. E a maioria das mulheres faz a reconstrução imediata das mamas, Para mim, corajosa mesmo seria a que faz e deixa ficar como está, sem as mamas.
    Nada que vem da Jolie me surpreende, como o procedimento é comum por lá, acho que ela se aproveitou para contar, não vi nenhum mérito nisso. Ela e o Brad não são nenhum modelo de casal, como a imprensa faz pensar. Enfim, não é esse o ponto.
    Deus nos livre e guarde de uma decisão como essa, né?
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Lúcia, depois desse post e dos comentários é que vi que estou completamente fora do assunto. Nunca tinha ouvido falar de prevenção assim. E tinha me esquecido completamente da reconstrução mamária... na minha confusa cabecinha oca, a Angelina tinha tirados "uspeito" e ficado reta como uma tábua... rsrsrsrs
      Eita, menina!
      Se fosse nas condições que ela fez, e não ficar mutilada... sem falar da grana pra ter todos os mimos que uma pessoa precisa nessa hora, eu faria. Sou super medrosa com médicos e afins, mas pra evitar um possível sofrimento ou até a morte, eu faria.

      Beijos, querida!

      Excluir
  13. Eu admirei o ato da Angelina, assim como admiro todas as mulheres q lutam contra a doença. A diferença é q o ato dela foi de prevenção. Num mundo onde os famosos e ricos gastam tanto só por beleza, admiro a Angelina q pensou tbm na saúde.
    Beijinho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm admiro por isso, RoseMeri, num mundo em que glorificam e cultuam o corpo, foi um gesto muito sensato.

      Beijos

      Excluir
  14. Ela fez o certo, evita um possível drama futuro, tens meios para isso e as sequelas (físicas) serão mínimas uma vez que pode suportar as reconstruções com os melhores cirurgiões.
    Acho que faria a mesma coisa, se tivesse dinheiro para o tal exame de DNA!
    Excelente post, uma reflexão para todas nós.
    Um abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo
    http://bercodomundo.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que futuramente esse exame seja rotineiro em toda a rede pública. Imagina o tanto de transtornos e sofrimentos que evitariam? É um caso pra se pensar muito bem.

      beijos!!!

      Excluir
  15. Faz pensar... mas nas mesmas circunstâncias (inclusive econômicas) acho que faria a mesma coisa...
    ;)

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!