quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Maçã do amor


      Depois de uma noite turbulenta, com insônia e pesadelos, Lourdes se levantou bem cedo, se olhou no espelho e começou a chorar. As olheiras lhe deixaram mais agoniada do que estava e também mais triste e mais deprimida. À tarde seria o momento de se desfazer de todos os sonhos de uma vida: o divórcio!

      Se casou bem nova, com o primeiro namorado, o único homem de sua vida até então. Mas acabou! O príncipe se transformou num sapo e a princesa resolveu cuidar da vida sozinha. Mas nem por isso a dor era menor, pois se desfazer de um conto de fadas não estava sendo fácil.

      Ainda de camisola e descalça, foi até a cozinha e pegou uma maçã que estava numa fruteira sobre a mesa. Antes não havia reparado como seu perfume invadia a casa, antes de abrir portas e janelas. Estava reluzente e o vermelho quase bordô lhe fazia irresistível. Lavou-a e deu a primeira mordida. Se encostou na pia, fechou os olhos e lhe veio a lembrança de quando ainda namorava Pedro, de quando se conheceram num parque de diversões, numa cidade pequena, onde moravam quando eram solteiros. Naquele tempo, havia serenata no parque, em que alguém oferecia música para alguém especial. E foi o aconteceu: Pedro ofereceu uma música romântica para ela. Nem acreditou quando ouviu seu nome no alto-falante; tremeu dos pés à cabeça e ficou num canto espiando o movimento e tentando descobrir quem seria o ousado rapaz.

      Não demorou e apareceu Pedro, lindo, moreno, sorriso perfeito, de estatura baixa e um pouco acima do peso. Lourdes não resistiu a tanto encanto. Se apaixonou na hora! Mais ainda quando Pedro a convidou para dar uma volta e comer algodão doce. Ela aceitou e foram devagar, conversando e rindo de tudo, como adolescentes empolgados.

      Mas Lourdes preferiu maçã do amor ao invés de algodão doce. Sabia que iria se lambuzar, mas aquele vermelho fascinante da maçã sobre o tabuleiro daquela barraquinha e aquele perfume misturado com o doce da calda, lhe invadia as narinas e a deixava com um certo fascínio.

      E agora, nessa primeira mordida, ficou pensando como o tempo muda as coisas e as pessoas. Será que foi ela que havia mudado? Não! Pensava ela, o tempo muda tudo, transforma, acabam coisas e começam outras. Tudo faz parte da vida e do amadurecimento.

      É isso: amadurecimento. Aquela empolgação de antes, deu lugar a uma rotina insuportável, e o fato deles não terem filhos, colaborou ainda mais para o término de um amor que seria eterno, quando entraram na igreja e juraram perante o padre, no altar. Triste! Era essa a sensação que Lourdes tinha, de muita tristeza. Acabou o amor, acabou o sonho, acabou uma vida a dois. Acabou!

      Ao mesmo tempo, planejava seu breve futuro , sua mudança de vida, sua responsabilidade sozinha, emprego novo, tudo novo! Mas o coração ainda machucado. Será que um dia se esqueceria desse momento? "Isso passa!" - era o que todos diziam. Tomara que sim, porque Lourdes não era do tipo de ficar lamentando uma perda; era ativa, bem humorada e lutadora. Conseguiria sim, superar toda essa dor e desejava o mesmo para Pedro: que seja feliz!

      Deu certo! Sim, o casamento deu certo; durou o que tinha que durar... nem mais, nem menos. Acabou!

      Mais algumas horas e teria a liberdade de fazer o que bem entendesse, e Pedro também...

      É isso, como diz o poeta: "que seja eterno enquanto dure"; e que tenham forças para recomeçar sempre que necessário, não importa quantas vezes... recomeçar sempre!

15 comentários:

  1. Oi Clara!
    Acredito que quando um relacionamento não consegue mais andar com felicidade é hora de tomar caminhos diferentes. Achei muito verdadeiro esse texto. Recomeçar quantas vezes for preciso. bjsss

    ResponderExcluir
  2. Oieeeeeeeeee!!!

    E quando falta coragem?? E se a separação deixar feridas abertas??
    O que fazer, heim? Heim?? Heim???

    Pois é, às vezes certas decisões servem para alguns mas não serve para outros. Já ouviu dizer de problemas iguais e soluções diferenetes?? Pois é!! Acontece sim!!

    Mas..."deixa a vida me levar, vida leva eu!!" E vamu que vamu!!

    Só não entendi uma frase no seu texto: "Não demorou e apareceu Pedro, lindo, moreno, sorriso perfeito, de estatura baixa e um pouco acima do peso."

    Onde vc já viu baixinho e gordo ser referência de beleza. No máximo um ponto de referência: - Tavendo aquele baixinho e gordinho ali? Pois é, vire à esquerda!!

    ahahahahahahahaahhahahahhahahah... brincadeirinha, viu?

    Beijuxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx...

    KK

    ResponderExcluir
  3. Lindo e tomara mesmo dê certo.Vale o recomeço quando há amor!beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Olá, querida Clara
    Obriga por passar cedinho e carinhosamente na Série Comemorativa do níver do meu blog pelos 3 anos...
    Sabe, desfazer-se de um conto de fadas é tremendo e dói no eu mais profundo do nosso coração...
    Mas a vida continua... só não tem jeito pra morte, dizia meu pai amado...
    Deus te cubra de bênçãos e te faça feliz!!!
    Bjs festivos de paz

    ResponderExcluir
  5. A VIDA EXIGE MUITO....O MODELO DE SOCIEDADE "MODERNA" NOS SUGA DE TAL FORMA QUE, SE VOCÊ NÃO TIVER ALGUÉM DO SEU LADO QUE COMPREENDA QUE O AMOR É O ÚNICO SENTIMENTO PELO QUEL SE VALE A PENA VIVER, TUDO PODE IR POR "ÁGUA ABAIXO" . SOU MUITO FELIZ NO MEU CASAMENTO, MAS CONFESSO QUE, SE DIVORCIADO FOSSE, DIFICILMENTE ME CASARIA DE NOVO. ACHO QUE INFELISMENTE ESTÁ HAVENDO UMA COISIFICAÇÃO DA PESSOA HUMANA ! ACREDITO NO AMOR PELO AMOR...NO SENTIMENTO PELO SENTIMENTO...E SÓ !!!! CLARO QUE É MUITO BOM QUANDO VOCÊ RECEBE AMOR DE VOLTA, MAS SEI TAMBÉM QUE AS PESSOAS SÓ PODEM DAR AQUILO QUE TEM ! COMO JÁ DISSE s,EXUPERY : O ESSENCIAL É INVISÍVEL AOS OLHOS; SÓ SE VÊ BEM COM O CORAÇÃO ! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI CLARA...ESSE "ANÔNIMO" AÍ EM CIMA SOU EU !!! Dagvan eheheh :)

      Excluir
  6. Clara, lindo texto.
    Não concordo com o "que seja eterno enquanto dure". Se levado ao pé da letra, ninguém acreditará mais no amor e "a fila" andará com mais pressa.
    De todo jeito, ficar chorando pelos cantos nunca foi solução para nada.
    Para a frente, sempre, sem perder as ilusões.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Oi Clara!
    É, não adianta ficar chorando diante do leite derramado, a vida está aí para ser vivida, se não deu certo mais, então é dar a volta por cima. No início até parece que é o fim do mundo, mas passa, a vida continua. É como diz a música, "apesar de você amanhã há de ser outro dia...".
    Ótimo conto sempre muito atual.
    beijinhos!

    ResponderExcluir
  8. É... é uma pena quando isso acontece, né? É por essas e outras que tenho tanto medo de amadurecer, quero continuar sendo um crianção sempre! Não queria perder o brilho da juventude, esse vigor até pra sofrer que as pessoas têm quando novas. Bem, o triste de um relacionamento longo é que, por mais que não haja sentimentos, nem mesmo afeto mais, eles insistem em permanecer juntos, como se terminar fosse desperdiçar todo o tempo que passaram juntos, e não é bem assim, nós sabemos. Tudo o que se passou ainda está lá, nas lembranças.

    Enfim, será que só eu que não gosto muito de maçã do amor? Acho que gruda nos dentes, prefiro a maçã pura.

    post novo

    http://circadianoinverso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. A vida sempre está nos ensinando, nos trazendo a experiência necessária. Precisamos vivê-la sem medo, buscando sempre fazer o melhor tentando acertar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Passando prá desejar otima quinta! bjsss

    ResponderExcluir
  11. Oi Clara. Muitas mulheres se devem rever nas suas palavras.
    Eu acho que hoje há desprendimento emocional demais. É também triste quando esse "eterno enquanto dure" significa desistir perante as primeiras dificuldades.
    Por outro lado, não há porque chorar ad infinitum por algo que não deu certo. Bola para a frente!
    Beijinho da Ruthia
    http://bercodomundo.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  12. é clara, que sempe haja força para recomeçar..... recomeçar por vezes é dolorido, incomodo... mas é uma necessidade da vida.. se nao recomeçamos morremos... deixamos de ser... entao entre estao dores é preferil a dor do recomeço... com ele vem a esperança de algo novo e por ai caminhamos, sonhando novamente... recomece sempre menina... recomece... abraços lamarque

    ResponderExcluir
  13. Oi Clara,
    esse é um momento muito duro. Mas também é um recomeço e todo recomeço traz novas descobertas e coisas boas.
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá, querida
    Passando de novo pra agradecer a sua amável presença na Série Comemorativa do meu blog pelos seus 3 anos...
    Deus te cubra de bênçãos e te faça feliz!!!
    Bjs festivos de paz

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!