segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Mais uma poesia

O carnaval continua...
E eu continuo com poesias, que são belas, que alimentam nossa alma, nos enche o coração de esperanças, nos faz ficar mais leves e com vontade de encontrar alguém assim, que nos encante de verdade...


Me encante

Me encante da maneira que você quiser, como você souber.
Me encante, para que eu possa me dar.
Me encante nos mínimos detalhes.
Saiba me sorrir, aquele sorriso malicioso e gostoso, inocente e carente.
Me encante com suas mãos, gesticule quando for preciso, me toque, quero correr esse risco.
Me acarinhe se quiser, vou fingir que não entendi, que nem queria esse momento.
Me encante com seus olhos, me olhe profundo, mas só por um segundo,
depois desvie o seu olhar, como se o meu olhar não tivesse conseguido te encantar.
E então, volte a me fitar, tão profundamente,
que eu fique perdido, sem saber o que falar...
Me encante com suas palavras, me fale dos seus sonhos, dos seus prazeres,
me conte segredos, sem medos...
E depois me diga o quanto te encantei.
Me encante como serenidade, mas não esqueça,
também tem que ser com simplicidade, não pode haver maldade.
Me encante com uma certa calma, não tem pressa, tente entender a minha alma.
Me encante como você fez com a primeira namorada,
sem subterfúgios, sem cálculos, sem dúvidas, com certeza.
Me encante na calada da madrugada, na luz do sol ou embaixo da chuva.
Me encante sem dizer nada ou até dizendo tudo,
sorrindo ou chorando, triste ou alegre.
Mas me encante de verdade, com vontade...
Que depois, eu te confesso que me apaixonei
e prometo te encantar todos os dias do resto das nossas vidas!!!

Pablo Neruda

11 comentários:

  1. Clarinha que bela escolha.
    Fiquei encantada.
    Xerosssssss

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Clara, um encantamento total. De ficar feliz de ler. Hoje estou tao feliz, acordei assim!!! Estou pensando no nosso concurso amiga!!! Estou pensando em a gente escrever textos ineditos... voce topa? Textos especiais para esse concurso com algumas particularidades que eu vou falar depois. Enfim estou animada, mas trabalhando ate no carnaval e com primas visitantes em casa, para minha filha brincar e haja trabalho!
    Hehehehe. Bjos flor e adorei essa poesia. POsso copiar? Vou guardar.
    Cam

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida
    A doce arte de encantar... pra nunca mais desencantar...
    Bjm de paz e alegria

    ResponderExcluir
  4. O Neruda e tudo de bom nessa vida...

    ResponderExcluir
  5. Ah, onde andam esses homens (ou mulheres) encantadores(as)?
    Hoje tudo está tão mecânico, o romantismo parece que se acabou, não?
    Boa terça-feira de carnaval.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Clara.

    Está encantadora sua postagem, com pensamentos sábios e doces expressos nas suas palavras e na poesia.

    Ótima Semana para você também!

    Abs.

    ResponderExcluir
  7. Olá querida amiga Clara!!!
    Venho agradecer por tantas vezes que em meu blog passaste e deixaste um recadinho carinhoso. Pela sua atenção e tudo mais.
    Gostaria de lhe avisar que estarei um pouco ausente, motivos estes que no momento me fazem muito feliz. Esposo conseguiu uma promoção no serviço e provavelmente ficará com meu not book durante a semana para efetuar seus estudos, sendo assim estarei visitando com menas frequência, porém sempre estará em meu coração. Esse período será de seis meses, logo em setembro volto com minhas visitinhas semanais com as bençãos de Deus.
    Espero que compreendas e que não me esqueça.
    Em especial deixo essse poema:

    A Amizade

    (Milton Cavalieri)


    Quando verdadeira, este sentimento tão nobre, É envolvente quanto o ar que respiramos, Ele não ajusta qual a uma peça de um sistema qualquer, ou da mesma forma que a pupila obedece automaticamente a intensidade de luz que nela é projetada. É como a raríssima flor que nasce num solo árido e depois, sem nenhuma recompensa, oferece a singularidade de seu perfume, Ao vento inquieto, Ao viajante apressado... Aos amantes apaixonados... A amizade... Este substantivo fecundo que ladeia a alma e o coração dos seres humanos não surge apenas pela confiança... É infinitamente mais doce que o melhor dos vinhos... Se verdadeira não se limita entre fronteiras, É carinho e sorriso no olhar, É presença para todos os momentos, O calor nas palavras que superam uma carência, É estar sempre com as mãos estendidas, Amizade é poder abraçar, Ter amizade é o prazer de ouvir: Obrigado por você existir! Gosto muito de você.

    Bjokas...da Bia!!! (Fevereiro/2012)

    ResponderExcluir
  8. Olá, Clara!
    Muito 10 você falar de poesia e
    lembrar Pablo Neruda [Amo de Paixão]...
    Clara, onde anda nossa amiga Celina?
    Um Abraço,

    ResponderExcluir
  9. Gente fina é outra coisa, coloca NERUDA no blog! Chique demais, Clara!
    nota mil pra vc, vc merece!

    bom dia querida amiga

    ResponderExcluir
  10. Adorei, Claritcha!!!

    Amo Neruda.

    KK

    PS.: Vou deixar a barba a partir de segunda. ahahahahahahahahahah

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!