segunda-feira, 20 de junho de 2011

Escrever


Uma pessoa muito querida, um grande amigo me incentivou fazer um blog. Como assim?
Até então nunca tinha passado isso pela minha linda cabecinha. Mas escrever eu sempre gostei.
Tá bom, eu confesso, já ganhei prêmio, lá em 19 e bolinhas, no tempo de colégio. Também sempre me dei bem com a escrita e só. Mas fazer um blog? Escrever o quê?
Então tá. Vamos lá. Abri e cá estou... adorando por sinal. Eu já sabia mas a cada dia gosto mais e mais de escrever.
E me comprometi a escrever de domingo a sexta-feira. E dá trabalho!
Escrever qualquer coisa jamais, e copiar ideia do outro sem dar crédito também jamais.
Engraçado isso, como se prolifera um assunto na net. Um escreve um assunto interessante, daí a pouco outro também faz o mesmo, e o outro também, e o outro também. E a pouquíssimo tempo todos falam a mesma coisa.
Confesso que não gosto muito dessa atitude não. Eu posso é dar minha opinião e claro colocar um link pra mostrar de onde eu tirei o assunto. Isso eu já fiz.
Mas escrever algo todos os dias não é fácil. Alguns posts ficam bons e é claro que outros não. Já aconteceu de apagar um post por não ter gostado, depois de umas 2 horas no ar. Nem sei se alguém havia lido. Faz parte.
Mas como arrumar assunto todos os dias? Ora bolas, dona Clara, é só olhar à sua volta!
E é verdade, tudo é notícia, tudo é assunto, tudo dá um texto até bom.
Mas como colocar tudo no papel sem parecer chato ou cansativo?
Aí é que está... "Escreva com o coração... tudo que você escreve com o coração fica bom!". Foi o que o meu adorado amigo me disse. Fofooooooooo!!!
Eu sou muito crítica, e escrever é um tiro no escuro. Eu sempre acho que poderia ter feito melhor, mas já que fiz assim assim ficará.
E quem escreve deve ter os momentos de inspiração. E eu tenho os meus. Não tem hora certa nem dia, apenas ela vem e tenho que escrever. Às vezes não dá na hora, aí anoto num caderno pra depois mas... não sai de jeito nenhum. Ou é na hora ou nunca mais.
Ultimamente estou naquela fase de trocar nomes, esquecer coisas, etc. Pra vocês verem como estou, ontem eu quase destrui um controle remoto. Eu coloquei um DVD e simplesmente ele não funcionava. Fucei nas pilhas, dei uns tapas e nada. Chamei meu filho pra me ajudar, porque tava quase mandando ele na parede. Adivinhem...  O controle era da tv a cabo e não do DVD!!!
Também às vezes escrevo uma frase que quero escrever o texto depois e quem disse que lembro do que se trata? Não tenho a mínima ideia do que significa aquilo. Um texto perdido.
Eu comecei a escrever este aqui porque li no caderno "A menina que não sabia amar". Mas o que eu estava pensando na hora que escrevi o título? Não faço a mínima ideia. Pode ser que mais pra frente eu me lembre, ou nunca me lembre, ou escreva outra coisa no lugar, não sei. Mas terei que mudar o título porque com certeza não vai ficar bom.
É uma dúvida sem fim.
Eu tenho muita vontade de escrever um romance, um drama, um livro de crônicas. Mas não sei nem como começar, o que escrever, como me portar diante de tal desafio. Será que consigo?
Ainda é cedo pra imaginar uma coisa desse porte. Então continuo no blog com muito gosto e muito feliz com o todo o carinho que recebi até hoje das pessoas que por aqui passam e comentam.
Eu adoro quando comentam. Adoro saber quem são, se também tem blogs, etc. E agradeço a todos.
E se tiverem críticas, por favor, não deixem de fazê-las. Isso é muito importante pra mim.
Aí, tá vendo como tudo dá um texto. Não tinha nada em mente e já escrevi uma redação.
Então ficamos assim, eu aqui e vocês aqui também, certo?
Beijos e boa semana!

12 comentários:

  1. Escrever é mesmo legal e vira mania. O que não pode haver é a obrigatoriedade de escrever, senão perdemos a espontaneidade,né? beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Clara,

    Delícia que você é. Vai conseguir escrever seu ou seus livro(s). Não tenho dúvida! Criatividade vc tem de sobra e escreve gostoso de ler.

    Tenho muito mais dificuldade pra escrever que vc... mas esforço-me, o importante é não desistir.

    Esquecer nomes... a vida inteira tive esse problema, agora a coisa tá pior rsrs

    Continuo aqui com vc, certo?

    Excelente semana inspirada!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Clara, você escreve e muito bem viu?
    Continue nos presenteando com suas inspirações.
    Um grande abraço...Boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Chica, vc tem razão, tem que ser espontâneo senão não vira nada. Mas eu sempre gostei de escrever.
    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  5. Celina, meus filhos já estão até acostumados comigo. Eu penso uma coisa e falo outra e eles entendem... rsrsrsrsrsrs
    Vou continuar e ver no que dá.
    Beijos e boa semana pra vc, linda!

    ResponderExcluir
  6. Oi Dora, obrigada querida!
    Beijos e boa semana pra vc.

    ResponderExcluir
  7. hahaha faço isso direto! escrevo x, qdo queria escrever y. e tb troco, misturo e esqueço um festival de coisas.

    se vc vai conseguir escrever um livro? só tentando pra saber... então já sabe o que tem q fazer né Clara rs. vai ensaiando!

    e solta ai a imaginação toda, materializa tudo em um bom livro.

    boa sorte!
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Vou ficar ensaiando... quem sabe um dia sai o livro.
    Beijos, Ale.

    ResponderExcluir
  9. É... Escrever é mesmo um vício, adorei o texto, sou novata nesta área, tenho apenas 14 anos, mas parece que a literatura e a vontade de escrever está me consumindo cada vez mais, enfim, estou com uma dúvida enorme, escrever ou não ?! Saciar ou não esta vontade louca ?!
    Adorei o texto, me identifiquei bastante com ele!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escreva, sem compromisso...
      Escreva pra vc...
      Quem sabe um dia tudo acontece... é escrevendo que a gente toma gosto.
      Boa sorte!

      Beijos

      Excluir
  10. eu gostaria de escrever uma boa carta de redaçao como faço ass;bruna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro vc tem que saber o tema, depois imagina uma imagem na sua cabeça sobre o tema e vai descrevendo... detalhes por detalhes.... se tiver personagens, coloque diálogos com detalhes de como é a feição deles, essas coisas....
      E escreva um fim convincente. Sem fim, a redação perde a graça!

      Boa sorte, querida!

      Excluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!